Pular para o conteúdo principal

Pesquisa Ministério da Saúde


Matéria da Folha de S. Paulo, de Larissa Guimarães, de 13 de Setembro de 2008
Deixo aqui um resumo dela.

Seis Capitais com cerca de 3.300 mulheres atendidas pelo SUS.
A maior parte - gestantes, 40,4%, com o virus do HPV, outros casos com clamídia e sífilis. Estes são os que mais preocupam os médicos.

Sífilis - Úlcera, lesões na pele e mucosas, alterações neurológicas, aborto e ruptura precose da bolsa.

Clamídia e Gonorréia- Dor pélvica crônica, infertilidade, gravidez ectópica ( fora do útero ), ruptura precoce da bolsa e infeção.

Hepatite B - Alterações da função hepática cirose e câncer de fígado.

HPV - Verrugas genitais e câncer de colo de útero.

HIV- Diminuição das defesas do organismo, infecções oportunistas e tumores.

Isto para a mulher e para a criança pode ocorrer até a morte em alguns casos. Assim como a surdez, convulsões, déficit mental, restrição de crescimento câncer de fígado, infecção crônica, verrugas na laringe,etc.

O programa Nacional de DST e Aids, do Ministério da Saúde, está atento a todos estes acontecimentos e chama a atenção para a idade dessas mulheres que na maioria são jovens. E que alguns casos o tipo de doença era o HPV de alto risco somados a outras infecções como a clamídia.

O estudo mostra que 79% das gestantes tinham 29 anos e 72,8% com união estável.

Isto o Ministério da Saúde esteve presente em cidades como São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Manaus, Fortaleza e Goiânia- a pequisa foi elaborada em 2006 - 2007.

O HPV, não é o que mais preocupa na pesquisa, mas sim, os problemas de clamídia, sífilis, hepatite B, e o HIV.

A grande maioria, quase metada das gestantes - 49,2% disse nunca ter usado a camisinha com parceiro fixo. Apenas 17% das mulheres disseram ter tido relações sexuais com outros parceiros nos últimos 12 meses.

Uma das mulheres, casada há seis anos, disse nunca ter usado camisinha com seu marido. Usou apenas no começo do namôro. Hoje ela tem sífilis e descobriu fazendo o pré-natal. Não contou para absolutamente ninguém, pois teve vergonha, e confessa que o único homem que teve , foi seu marido.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pílula Anticoncepcional - Assassina!

Estou indignada por ler matérias em jornais e revistas onde jornalistas e médicos escrevem a respeito da pílula anticoncepcional como sendo o meio mais seguro de se evitar filhos, porém...

Nos programas de rádio e TV, a mesma coisa acontece. O que eles não abordam jamais, é o perigo que a pílula anticoncepcional causa para a mulher. (E nem todos os médicos tem essa preocupação com sua paciente).

Ainda hoje, dia 8 de Setembro li no caderno Folhateen - da Folha de S. Paulo, matéria de Jairo Bouer em sua coluna - SEXO E SAÚDE, onde ele aconselha como forma segura para se evitar a gravidez indesejada, o uso da pílula, e ainda escreve que, - menos de 20% delas são adeptas a isto, pedindo que se repense no caso, induzindo a mulher a usar a pílula.

Muito bem. O que as pessoas não sabem e não interessa dizer, é que a pílula e a reposição hormonal podem causar na mulher graves problemas como a TROMBOSE.

A trombose pode se transformar em uma EMBOLIA pulmonar conhecida como TEP - e isto pode matar…

Cozinhando com a faca na mão

Que coisa mais linda ver as crianças participando da vida como se fossem fazer suas próprias coisas, como a sua comidinha, ou arrumar seus deveres e sua caminha e coisas do  dia a dia. 
Lamento o fato de não termos alguns costumes  como temos por exemplo no Japão. Ví dia desses um filme das sobrinhas de uma amiga que nasceram lá e desde muito cedo,  na escola, elas todas trabalham com facas e aprendem a cortar peixes e a fazerem seus pratos tradicionais, rebuscados ou não. Eles acreditam que é interessante saberem mexer com o perigo, como o instrumento faca,  ensinado-as como manipular.  


 Eles tem total razão

Dr. Luis Fernando Aguiar - Ginecologista diz....

Seria uma simples consulta para uma jovem de 20 anos que foi ao ginecologista cheia de dúvidas contar a ele que se iniciava sua vida sexual.
Dr. Luis, vai muito além da consulta rígida, técnica, que  receita um remédio e pode dizer mecânicamente aquilo que é correto ou não de se fazer.

Ele leva o maior papo com a menina moça, - pergunta muita coisa sobre a relação dela com o companheiro, gosta de conhecer o rapaz, e se torna além de médico, um amigo, que provavelmente, será no futuro o primeiro a pegar o seu filho no colo, pois tudo indica que ele fará o seu parto.

Dr. Luis Fernando Aguiar é assim, próximo.
Ele aconselha às jovens em tudo.   Depois analisa todos os exames de sangue que verificam se ela pode ou não fazer o uso da pílula anticoncepcional sem o perigo de causar nela a temida trombose. 
Ele orienta firmemente que a mulher deve fazer o uso da camisinha. Afinal, as doenças sexualmente transmissíveis, não estão livres de acontecer para qualquer mulher.  (mesmo tomando pílul…