Pular para o conteúdo principal

Mulheres, Internet, Carência e os Canalhas


Fico revoltada ainda hoje, (apesar de saber que o mundo não tem nada de côr-de-rosa), com os casos da internet que conheço ou leio como jornalista, e que envolve mulheres que ainda estão a espera do seu príncipe encantado e se apegam com verdadeiros canalhas de plantão. Os que aproveitam da carência e da certa inocência de suas presas fáceis.

Afinal, amar não é pecado nenhum.

E não há o que criticar dessas mulheres porque nos tempos passados, as pessoas se casavam por cartas e sem se conhecerem.

Havia sim, a indicação de um conhecido da família, se fazia um acordo entre pais, ou tios, mas as pessoas diretamente envolvidas nunca haviam se visto.


Era bem pior, pois, na maioria das vezes, mesmo tendo um amor platônico, não se podia dizer NÃO, e assim, muita gente se casou, para realizar os interesses dos pais.

Portanto, quando as pessoas vêm com o papo de que internet é coisa de "maluco", eu não aceito.


Internet é coisa do século que nós vivemos.


Na verdade, nada dessas relações é novidade.

Me refiro, claro, a comunicação com o desconhecido.

Não encaro como pecado e nem como crime se fazer amizades por aqui, mesmo porque, eu mesma, tenho pessoas queridas que conheci fazendo o uso da net

Outras que se tornaram frequentes em minha casa e, portanto, amigas
As que conheci rapidamente em algum evento, e estreitamos nossa relação por causa da net e ainda, as que percebi que não valia perder o meu tempo em escrever, conversar pelo msn, ou ter qualquer tipo de relação, ainda que virtual, pois, não me diziam absolutamente nada.

Vejo como crime e sacanagem alguém se passar por gente boa,manter uma relação ainda que por escrito inicialmente, fisgar as idéias e o jeito da pessoa, trocar palavras de carinho e de amor, e porque não dizer de confiança e esperança, para mais tarde dar um golpe geralmente na mulher, que acreditou e se entregou, abrindo seu coração, sua vida, seus desejos e vontades, suas mágoas, aflições, diferenças e tudo o mais que envlove a vida, para esperar o momento certo e usar esta pessoa a seu bel prazer.


Muitas vezes temos conhecimento de abuso sexual, de gente que matou, de pedofilia, de roubos iniciados por aqui, etc. Crime é tudo isso e enganar sentimentalmente alguém que se abriu com você.

Tudo bem. Pode ter havido por parte da mulher, uma espécie de bobeira. Há que se ter sempre uma dose grande de desconfiança e muito tempo de relação, até que aconteça o encontro. Até que as peças se juntem e de preferência, que o encontro seja em grupo, em lugar público e nada de ficarem a sós nos primeiros momentos.

Procure olhar nos olhos da pessoa.


Teste este desconhecido nos encontros de lugares onde você estipula o encontro, o horário, e que isso se repita mais de 4 ou 5 vezes, sempre em companhia de mais pessoas da sua confiança.
Não abra a guarda.

Até com família, podemos nos surpreender e termos decepções, mas com o desconhecido, ainda mais vindo da internet - é preciso que haja muito mais cuidado.

As pessoas são ruins, elas têm maldade dentro delas.

O mundo ficou grande e cruel.

Os homens não tem sentimento feminino,
alma de quem amou um dia na vida.

São especialistas em golpes.

A mulher por sua vez, nos tempos de hoje,
ficam muito em casa e com este brinquedinho,
acabam se abrindo, contando suas vidas para pessoas erradas.

Estas pessoas têm a inteligência
e o jeito certo de agir sobre a outra com palavras,
recadinhos,
músicas, e "gracinhas"
para justamente fisgar a isca fragilizada e faminta.

Mulheres, por favor:
cuidado com quem vocês se envolvem.

Procurem perceber o nome da pessoa,
o nome do BLOG, do SITE,
cuidado com o orkut,
se é fake,
recados,
comunidades,
as fotos,
tudo pode ser um sinal!


Observe a forma desta pessoa escrever e se dirigir a você.

Reparem se as perguntas são diretas

e se a

história dele têm fundamento

e é sempre menor dita do que a sua.


Eles querem saber muito e falam pouco.

Procurem trocar informações com outras mulheres sobre determinada pessoa.


Fiquem alertas.

Não se entreguem a qualquer um.

Nem seu coração e nem seu corpo merecem cair nas mãos de gente ordinária.

E quando isto acontecer, coloquem a boca no mundo.

Denunciem.

Liguem para rádios,

para a polícia,

para a mídia e contem sua história.

Não há necessidade da identificação

e mesmo você estando errada sobre o aspecto "ingenuidade",

não se justifica um roubo,

um mal comportamento,

uma humilhação,

absolutamente nada!

Só muito cuidado.

Sempre alertas e estamos juntas para acabar com essa raça.

Cuidado com a web,

ela pode ser usada contra você.

Não abra sua web cam.

Desconfie.

Melhor uma ilusão, do que a decepção e o medo de sermos coagidos

Comentários

  1. Olá Con!

    A convite de nossa amiga comum, Silvana, estou aqui e que surpresa! Gostei muito do que vi.
    Parabéns pela iniciativa. Pessoas inteligentes são sempre bem-vindas nesse mundo virtual. Que como vc disse não é louco - é um mundo novo e admirável qdo usado pro bem. Aliás, como tudo na vida.

    É isso!

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. D. Con,
    Sua prosa me convenceu! Nós mulheres quase sempre caímos nas mãos desses canalhas,mas caímos porque na vida real tb temos muitas vezes um canalha na nossa cama.Fui casada com um exemplar de raça "canalha" 20 anos e agora me libertei para afinal encontrar outros tão ou mais canalhas...quer saber? acho mesmo que nós mulheres adoramos fazer o papel de vitíma e sofrer de amores...esse é o verdadeiro prazer que misturado com paixão e sexo nos faz sermos um pouco felizes.
    beijão
    Lady S

    ResponderExcluir
  3. Ana Lucia da Silva9 de junho de 2009 23:02

    Conheci um canalha ha cinco anos atraz, ele se fazia de dom juan de Lamarco, ate que quatro anos depois de idas e vindas, eu tive cancer de mama e ele conseguiu me roubar uma viagem para o Egito que nunca pagou, R$2.600,00 e um relogio Monblac,. tentando me ajudar a sair do momento dificil, no dia 27.04.2009, ele foi me levar numa quimioterapia e tentou me agredir por inumeras vezes para que eu desse o termino do relacionamento, estou tentando me rescuperar ainda estou no tratamento, mas preciso resolver este problema ainda um dia por motivos de orgulho proprio, preciso de ajuda, tenho quarenta anos e ainda nao sei como resolver, gostaria de deixar nas maos de Deus mas seria muito demorado portanto preciso de ajuda de pessoas que estao acostumadas a lhe dar com pessoas deste nivel, o nome dele e Luiz Antonio Gonçcalves Neto, vive nos sites com o nome de Luigi e psedudonimos inclusico no match e par perfeito

    ResponderExcluir
  4. Eu não me incluo nesta canalhice. Contudo quero diretamente frisar que há as Canalhas da Internet também. Eu já fui vítima de várias. Senhoras, que se dizem carentes, infelizes, e no fundo querem apenas uma noite de cama, após ter iludido o pobre coitado que estava cheia de amor... Morrendo de paixão. Há, outras, estas piores ainda, que se dizem apaixonadas até sondar realmente que o sujeito não é o cara cheio de grana que elas procuram... "Um peso e uma medida"

    ResponderExcluir
  5. O EQUILÍBRIO DAS COISAS

    Este tema chamou minha atenção, quando lembrei que minha redação de vestibular para Filosofia, foi justamente esta matéria: O amor virtual.
    É necessário que se mantenha o equilíbrio neste sentido, evitando que o medo de amar venha predominar e inibir o amor entre homens e mulheres.
    Decerto, a violência contra a mulher é assaz repugnante. É certo que a Lei Maria da Penha, veio até tarde. Mas é preciso cuidado para que pessoas não portadoras das psicopatias para quem a Lei se aplica, não venham a pagar por estes.
    Tenho feito pesquisas em sites de relacionamentos e um fato casou-me espanto: pessoas anônimas confessaram a decisão pela homossexualidade com medo de serem injustamente atingidas por esta lei até que provem sua inocência.
    Que pessoas saudáveis continuem se amando sem um parágrafo de uma lei na cabeça... E que haja coração!

    ResponderExcluir
  6. O EQUILÍBRIO DAS COISAS

    Este tema chamou minha atenção, quando lembrei que minha redação de vestibular para Filosofia foi justamente esta matéria: O amor virtual.
    É necessário que se mantenha o equilíbrio neste sentido, evitando que o medo de amar venha predominar e inibir o amor entre homens e mulheres.
    Decerto, a violência contra a mulher é assaz repugnante. É certo que a Lei Maria da Penha, veio até tarde. Mas é preciso cuidado para que pessoas não portadoras das psicopatias para quem a Lei se aplica, não venham a pagar por estes.
    Tenho feito pesquisas em sites de relacionamentos e um fato me causou espanto: pessoas anônimas confessaram a decisão pela homossexualidade com medo de serem injustamente atingidas por esta lei até que provassem sua inocência.
    Que pessoas saudáveis continuem se amando sem um parágrafo de uma lei na cabeça... E que haja coração.

    ResponderExcluir
  7. OI, ILMA. JORNALISTA CONCEIÇÃO. FUI VÍTIMA DE UM CANALHA QUE CONHECI NO PARPERFEITO. TAL QUAL COMO AS OUTRAS MULHERES QUE DERAM SEU DEPOIMENTO EU TAMBÉM CAÍ NA MESMA ESPARRELA E MENTIRAS DO TAL CANALHA. ELE SE APRESENTA COMO UM EMPRESÁRIO SÉRIO, HONESTO E QUE PROCURA MULHER DAS MESMAS QUALIDADES. ELE ME LESOU EM DINHEIRO, MAS TAMBÉM NOS MEUS SENTIMENTOS, SAÚDE, FAMÍLIA, AMIGOS. QUEM O VÊ E O CONHECE NUNCA DIRIA QUE ELE É UM GOLPISTA DA INTERNET. EMBORA EU CONCORDE COM VOCE QUE A INTERNET FAZ PARTE DO NOSSO MOMENTO, EU ACHO QUE A FISCALIZAÇÃO DESSES SITES DEVERIA SER MAIS RIGOROSA. NESSES SITES DE RELACIONAMENTO EXISTEM "HOMENS" QUE SE DIZEM CASADOS...E CONVIDAM MULHERES PARA SEREM SUAS AMANTES! AÍ EU JÁ ACHO QUE TAMBÉM EXISTEM AS MULHERES CANALHAS, MAS DEVE SER UM MINORIA MUITO GRANDE, POIS NÓS MULHERES ESTAMOS SEMPRE BUSCANDO AMOR, ACONCHEGO, COMPANHEIRISMO, UM HOMEM DE VERDADE (QUE TALVEZ JÁ QUASE NÃO EXISTA MAIS).ESTOU COMO ANONIMA POIS TENHO MEDO DE UMA REPRESÁLIA. O QUE EU MAIS GOSTARIA É DE TENTAR POUPAR OUTRAS MULHERES COMO EU DE SEREM TÃO PROFUNDAMENTE FERIDAS E LESADAS. O PRIMEIRO NOME DO CANALHA É "FREDERICO".....CONCORDO COM VOCE QUANDO DIZ QUE TEMOS QUE DENUNCIAR EU TENTEI, MAS FUI AMEAÇADA DE TODAS AS MANEIRAS. E HOJE EU ENCONTREI ESTE SEU SITE E MEU CORAÇÃO CLAMOU POR JUSTIÇA! AINDA NÃO ESTOU BEM...OBRIGADA.

    ResponderExcluir
  8. Realmente, a carência nos torna muito vulneráveis, facilitando o "trabalho" de um canalha. Podemos ser lindas, boas profissionais, honestas, cheia de qualidades; porém, nada disso, se não soubermos lidar com a solidão e estivermos carente, nos livrará da possibilidade de sermos fisgadas por um canalha.Eu conheci um na internet. Eu achava que era vivida, esperta, nunca tive problemas com minha autoestima. Cansei de não acertar em relacionamentos e parti para a internet. Aos meus 44 anos, bem vividos, bem sucedida profissionalmente, realizada como mãe, considerando-me uma mulher atraente, interessante e inteligente, eu caí na armadilha de um grande canalha. Hoje eu não acredito mais em sites de relacionamento. Paguei para manter um cadastro "ouro" no Par Perfeito, mas principalmente paguei muito caro com meu coração e minha alma. Este homem me fez sonhar, parecia ser o companheiro que sempre acreditei existir ( não príncipe, pois isso seria ridículo pensar...não existe ), por meses nos falamos pela cam, telefone, todo dia....com recadinhos, saudades, mulher da vida dele....e blábláblá... até nos encontrarmos....depois de uma semana, que eu retornei para minha cidade, ele simplesmente disse que eu não era nada, que acabou...como se eu fosse um objeto...parecia que ele estava se vingando em mim, foi isso que senti. Ele foi tão frio e calculista que eu não acreditava. Tudo desabou...porque chegamos a falar de uma vida nova, do lugar onde seríamos felizes juntos. Quando ele se revelou, eu não conseguia acreditar. Desabei emocionalmente. O nome dele é Marcelo e usava o apelido de volteipravc Talvez ele use este apelido em vários sites de relacionamento. Ele tem 45 anos. Tenham cuidado mulheres, não se deixem envolver facilmente, com doces palavras, apenas atitudes reais vão revelar um homem de caráter. Obrigada pelo desabafo!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Não aprovo comentário ANONIMO!

Postagens mais visitadas deste blog

Pílula Anticoncepcional - Assassina!

Estou indignada por ler matérias em jornais e revistas onde jornalistas e médicos escrevem a respeito da pílula anticoncepcional como sendo o meio mais seguro de se evitar filhos, porém...

Nos programas de rádio e TV, a mesma coisa acontece. O que eles não abordam jamais, é o perigo que a pílula anticoncepcional causa para a mulher. (E nem todos os médicos tem essa preocupação com sua paciente).

Ainda hoje, dia 8 de Setembro li no caderno Folhateen - da Folha de S. Paulo, matéria de Jairo Bouer em sua coluna - SEXO E SAÚDE, onde ele aconselha como forma segura para se evitar a gravidez indesejada, o uso da pílula, e ainda escreve que, - menos de 20% delas são adeptas a isto, pedindo que se repense no caso, induzindo a mulher a usar a pílula.

Muito bem. O que as pessoas não sabem e não interessa dizer, é que a pílula e a reposição hormonal podem causar na mulher graves problemas como a TROMBOSE.

A trombose pode se transformar em uma EMBOLIA pulmonar conhecida como TEP - e isto pode matar…

Cozinhando com a faca na mão

Que coisa mais linda ver as crianças participando da vida como se fossem fazer suas próprias coisas, como a sua comidinha, ou arrumar seus deveres e sua caminha e coisas do  dia a dia. 
Lamento o fato de não termos alguns costumes  como temos por exemplo no Japão. Ví dia desses um filme das sobrinhas de uma amiga que nasceram lá e desde muito cedo,  na escola, elas todas trabalham com facas e aprendem a cortar peixes e a fazerem seus pratos tradicionais, rebuscados ou não. Eles acreditam que é interessante saberem mexer com o perigo, como o instrumento faca,  ensinado-as como manipular.  


 Eles tem total razão

Dr. Luis Fernando Aguiar - Ginecologista diz....

Seria uma simples consulta para uma jovem de 20 anos que foi ao ginecologista cheia de dúvidas contar a ele que se iniciava sua vida sexual.
Dr. Luis, vai muito além da consulta rígida, técnica, que  receita um remédio e pode dizer mecânicamente aquilo que é correto ou não de se fazer.

Ele leva o maior papo com a menina moça, - pergunta muita coisa sobre a relação dela com o companheiro, gosta de conhecer o rapaz, e se torna além de médico, um amigo, que provavelmente, será no futuro o primeiro a pegar o seu filho no colo, pois tudo indica que ele fará o seu parto.

Dr. Luis Fernando Aguiar é assim, próximo.
Ele aconselha às jovens em tudo.   Depois analisa todos os exames de sangue que verificam se ela pode ou não fazer o uso da pílula anticoncepcional sem o perigo de causar nela a temida trombose. 
Ele orienta firmemente que a mulher deve fazer o uso da camisinha. Afinal, as doenças sexualmente transmissíveis, não estão livres de acontecer para qualquer mulher.  (mesmo tomando pílul…