Pular para o conteúdo principal

DIFÍCIL JORNADA- David Menezes


Gostei demais deste comentário que li na sexta-feira, dia 7 de Novembro, no Estadão, escrito Por David Menezes

A eleição de Barack Obama para presidente dos EUA demonstra a grande insatisfação do povo norte-americano com a administração Bush.

Desde 1908 não havia um comparecimento tão elevado do eleitorado às urnas. Vários fatores levaram os americanos do norte a votar em Obama, como bem explica a imprensa séria mundial, incluindo este diário.

O fato de George W. Bush manter a prolongada II Guerra do Golfo, não capturar o maior acusado pelos atentados às torres gêmeas, Osama bin Laden, não prestar o socorro imediato às vítimas do Katrina em New Orleans e a queda das bolsas às vésperas da eleição, provocando o medo de recessão e desemprego, fortaleceram e muito a candidatura do democrata Obama.

Aliado a tudo isso, a jovialidade do senador por Illinois, seu carisma que despertou seguidores em todas as faixas etárias e sociais e o fraco apelo do republicano McCain, decidiram fortemente as eleições naquele país.

Resta torcer para que Barack Obama consiga não apenas driblar a recessão, evitando com isso o desemprego que afetaria mais os imigrantes, negros e descendentes de imigrantes, mas afastar os temores que desperta entre os mais conservadores.

Uma nova história se inicia na grande nação americana, com muita esperança não só para o povo americano mas também para todos os que almejam a paz no mundo, já que Obama promete rever a ação militar no Iraque.
Que seja feliz em sua longa e difícil jornada.

David Menezes dacames@yahoo.com.br
Santos

Comentários

  1. Até o Irã, que mantêm relações diplomáticas cortadas com os EUA há 30 anos,enviou mensagem por intermédio de seu presidente, Mahmoud Ahmadinejad, parabenizando-o na última terça feira (04/11), pela vitória consagradora. O mundo vive uma nova expectativa de Paz.

    ResponderExcluir
  2. Tomara mesmo minha amiga, que assim seja! Não queremos que Obama, se torne um mather Luther king, no sentido de acabarem com ele. ë bom que ele comprove o seu elegantismo físico e sua facilidade de expressão, amor em família, e vontade, na sua aadministração neste momento difícil que o mundo vive.

    Foi lindo! Ele tem postura de presidente e é asssumido.

    Torço por ele.

    ResponderExcluir
  3. O mundo está na arquibancada da vida torcendo por ele, que é uma nova chance de mudança real. Eu, é claro, tbm estou.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Não aprovo comentário ANONIMO!

Postagens mais visitadas deste blog

Pílula Anticoncepcional - Assassina!

Estou indignada por ler matérias em jornais e revistas onde jornalistas e médicos escrevem a respeito da pílula anticoncepcional como sendo o meio mais seguro de se evitar filhos, porém...

Nos programas de rádio e TV, a mesma coisa acontece. O que eles não abordam jamais, é o perigo que a pílula anticoncepcional causa para a mulher. (E nem todos os médicos tem essa preocupação com sua paciente).

Ainda hoje, dia 8 de Setembro li no caderno Folhateen - da Folha de S. Paulo, matéria de Jairo Bouer em sua coluna - SEXO E SAÚDE, onde ele aconselha como forma segura para se evitar a gravidez indesejada, o uso da pílula, e ainda escreve que, - menos de 20% delas são adeptas a isto, pedindo que se repense no caso, induzindo a mulher a usar a pílula.

Muito bem. O que as pessoas não sabem e não interessa dizer, é que a pílula e a reposição hormonal podem causar na mulher graves problemas como a TROMBOSE.

A trombose pode se transformar em uma EMBOLIA pulmonar conhecida como TEP - e isto pode matar…

Cozinhando com a faca na mão

Que coisa mais linda ver as crianças participando da vida como se fossem fazer suas próprias coisas, como a sua comidinha, ou arrumar seus deveres e sua caminha e coisas do  dia a dia. 
Lamento o fato de não termos alguns costumes  como temos por exemplo no Japão. Ví dia desses um filme das sobrinhas de uma amiga que nasceram lá e desde muito cedo,  na escola, elas todas trabalham com facas e aprendem a cortar peixes e a fazerem seus pratos tradicionais, rebuscados ou não. Eles acreditam que é interessante saberem mexer com o perigo, como o instrumento faca,  ensinado-as como manipular.  


 Eles tem total razão

Entrevista com Sérgio Viotti

O Jornal Modus Vitae, em Maio de 2007, conversa com Sérgio Viotti, quando ele interpretou um personagem da peça “O dia em que raptaram o Papa”. Viotti foi “Alberto IV”, um papa que imaginou ser por algumas horas, um transeunte comum pelas ruas de Nova York, mas o taxista que o levaria para a aventura - anônimo, judeu, o reconheceu prontamente e o seqüestrou.

O desenrolar da peça teatral de grande sucesso, é uma comédia, e Sérgio Viotti é mais que um ator, ele é mesmo o Papa. Procuramos essa “santidade” do teatro nacional, próximo aos seus 80 anos, e descobrimos que o “Papa” é mesmo pop.

Foi mais ou menos assim que abro a entrevista com Viotti, no entanto, é preciso dizer aqui, que eu me emocionei demais com a peça. Na verdade, muita gente se emocionou. Há momentos de total silêncio do público, e respeito, tamanha figura que ele travestido de PAPA representou.

Assisti a peça, no dia da estréia, algumas pessoas foram entrevistadas na saída ainda tomadas pela emoção. A TV Gazeta vem em minh…