Pular para o conteúdo principal

Eu te Amo!

Quantas vezes você disse isto sem sentir de verdade esse amor?
Quantas vezes você ouviu isto, sabendo que a pessoa que disse "eu te amo", não te amava de verdade, do fundo do coração?

O que faz um homem acreditar que uma mulher pode gostar dele, se ele só fala de outras que ele teve? Será que teve? Isto é normal? É insegurança? É provocação? Falta de respeito, que nome dar a este fenômeno que pasmem, não é tão raro? Doença? Paranóia? Loucura? Imaturidade? Infelicidade?

Sei lá.

E se acharmos ruim, ele ainda diz que você é ciumenta. Ah!

Ora me digam, o que é que interessa para um novo relacionamento você saber dos detalhes que houveram entre seu namorado, amado, amante, marido, seja lá o que for, com outras mulheres? Ainda para completar, comentar sobre as taras de cada um na cama?
Este papo pode até surgir, mas tudo tem sua hora, seu tempo... Pode vir como história sem as entranhas do que foi e não é mais.

Há que ser ter classe para ser dito de forma que não diminua o outro. Quem não rebaixe ninguém. Que não machuque nenhum dos dois. Afinal, nasce ou não, um "Eu te amo" - ainda que seja na hora da cama, do sexo, da relação das taras dos dois naquele momento?

Tudo é válido numa relação desde que seja bom para os dois.

Tudo pode ser dito, se não houver o podre, pois quando se começa uma relação nova, é porque as velhas passaram, não deram certo. Podem ter sido boas, ou ruins, mas já se foram é pagina virada. Chega! Não há comparações, emoções iguais, não há nada da mesma forma.

O novo é bom pelo fato de ele surpreender. Por ter ainda tanto a se descobrir. Trazer o frescor da surpresa daquilo que é querido e tenro, emocionante.


Não, não estrague algo que nem começou. Fale de amor, de sexo, de paz, de tudo, menos do outro, da outra...

Aproveite seu tempo ao lado de quem você ama de verdade. Descobrindo o que tem dentro de vocês dois apenas e tão somente. Aposto que cada um tem muita loucura, novidade, tara, maluquice, paixão, vontades, sonhos, fantasias... Tudo!

Seduza! Busque no outro o gozo da imaginação. Arranque do outro, o gozo do que ainda pode vir de bom, e não jogue em cima dele, o gozo do que já passou e secou, não vingou.

Ame, apaixone-se, entregue-se, mas não provoque.
Diga eu te amo, se de verdade, você sentir amor, caso contrário, uma amizade também vale uma vida e amigo pode ouvir tudo, sem guardar a mágoa do amor de um homem e uma mulher.

Comentários

  1. Êh, Êh, Conceição!

    Assim é que eu gosto! E tenho certeza de que nenhum bicho te mordeu hoje, pois o que escreveste tem que ser a cartilha de todo novo casal.

    (Vim aqui porque achei o teu rostim lá no blog do Edurdo P. Lunardelli, o Varal de Idéias. Já viste? Foi publicado no dia 27 pp.)

    Abraços papagoiabenses

    ResponderExcluir
  2. vi nada menino, manda o endereço dele, ou será que to maluca?
    bjusssssssssss e obrigada, CON

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Não aprovo comentário ANONIMO!

Postagens mais visitadas deste blog

Um dia você aprende

https://youtu.be/f6Hnwx44AnU




Um dia a gente aprende que...

Depois de algum tempo você aprende a diferença, a sutil diferença, entre dar a mão e acorrentar uma alma.

E você aprende que amar não significa apoiar-se, que companhia nem sempre significa segurança, e começa a aprender que beijos não são contratos, e que presentes não são promessas.

Começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e olhos adiante, com a graça de um adulto e não com a tristeza de uma criança; aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanhã é incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao vão.

Depois de um tempo você aprende que o sol queima se ficar exposto por muito tempo, e aprende que não importa o quanto você se importe, algumas pessoas simplesmente não se importam... aceita que não importa quão boa seja uma pessoa, ela vai ferí-lo de vez em quando e você precisa perdoá-la por isso.

Aprende que falar pode aliviar dores emocionais, e descobre que se l…

Pílula Anticoncepcional - Assassina!

Estou indignada por ler matérias em jornais e revistas onde jornalistas e médicos escrevem a respeito da pílula anticoncepcional como sendo o meio mais seguro de se evitar filhos, porém...

Nos programas de rádio e TV, a mesma coisa acontece. O que eles não abordam jamais, é o perigo que a pílula anticoncepcional causa para a mulher. (E nem todos os médicos tem essa preocupação com sua paciente).

Ainda hoje, dia 8 de Setembro li no caderno Folhateen - da Folha de S. Paulo, matéria de Jairo Bouer em sua coluna - SEXO E SAÚDE, onde ele aconselha como forma segura para se evitar a gravidez indesejada, o uso da pílula, e ainda escreve que, - menos de 20% delas são adeptas a isto, pedindo que se repense no caso, induzindo a mulher a usar a pílula.

Muito bem. O que as pessoas não sabem e não interessa dizer, é que a pílula e a reposição hormonal podem causar na mulher graves problemas como a TROMBOSE.

A trombose pode se transformar em uma EMBOLIA pulmonar conhecida como TEP - e isto pode matar…

Cozinhando com a faca na mão

Que coisa mais linda ver as crianças participando da vida como se fossem fazer suas próprias coisas, como a sua comidinha, ou arrumar seus deveres e sua caminha e coisas do  dia a dia. 
Lamento o fato de não termos alguns costumes  como temos por exemplo no Japão. Ví dia desses um filme das sobrinhas de uma amiga que nasceram lá e desde muito cedo,  na escola, elas todas trabalham com facas e aprendem a cortar peixes e a fazerem seus pratos tradicionais, rebuscados ou não. Eles acreditam que é interessante saberem mexer com o perigo, como o instrumento faca,  ensinado-as como manipular.  


 Eles tem total razão