Pular para o conteúdo principal

Banheiro, o melhor lugar do mundo!


Deixei este post, como comentário no Blog da Dulcinéia no
http://arco-irisdavida.blogspot.com/porque uma vez por semana, podemos relatar por lá, alguma coisa que nos aconteceu de divertido, ou de sem jeito, um "fora" a bendita gafe e por aí vai...
Vale ler o que ela escreveu há alguns dias, sobre sua ida ao ginecologista e portanto como gancho, deixei a ela um recadinho assim:

Minha amiga, depois de ler aqui a fantástica história sobre a toalha que continha purpurina e estrelinhas, a qual foi usada para enxugar a “perseguida”, me senti à vontade para abrir meu coração e contar algo nada cheio de brilho, mas, como sou humana, me arrisco ao ridículo do acontecido, afinal, nem tudo na vida são flores...

Tinha o sonho de conhecer Marrocos. Meu marido me levou para mais essa. Conhecemos lugares como Rabat, Casablanca, Marrakesh, Fez, e algumas cidades vizinhas daquela região diferente e exótica.

Tomamos o maior cuidado com a comida e bebida. Usávamos tudo engarrafado, tomávamos água importada, refrigerante e ficamos em ótimos hotéis, mas mesmo assim, não nos livramos de uma tremenda infecção intestinal que quase nos leva a morte.

Queria sair daquela terra de qualquer maneira, mas nem isso eu podia, pois peguei um amor pelo vaso sanitário que ninguém pode imaginar. Não ficava longe dele mais que meio metro, ou seja, do bidê para o vaso, e do vaso para o bidê. Enquanto meu marido falava ( do banheiro ) com as companhias aéreas, pudemos melhorar e somente depois de dois dias, conseguimos sair do quarto para irmos ao aeroporto com destino à Lisboa e, portanto, poderíamos nos livrar dos perigos daquela terra.

Sem contar que, enquanto eu estava no bidê, meu marido estava no vaso, ( olha a situação!) e assim, fomos no revezando, pois, nosso casamento, apesar da diferença de idade que temos um do outro ( 22 anos) tem direito às leis que regem essa relação – uma delas é – “na hora da dor e do amor” , acrescentamos a partir daí a caganeira também.

Saímos do hotel super inseguros, e combinamos de que se um olhasse para o outro sem muito falar, e somente apertássemos a mão do outro, ou arregalássemos os olhos em sinal de PERIGO ANAL!!! Era para agüentar a barra, não dizer nada e indicar rapidamente o banheiro mais próximo. Aquele em melhores condições, tinha que tomar conta das malas. ( nosso casamento a partir daí, se fortificou demais ).


Na sala de espera para entrar no avião, meu marido precisou ir ao banheiro. Voltou só de calças e avisou-me que estava sem cueca. Fiquei tensa e mais insegura, tadinho. Nós evitávamos até de falar, para não correr risco. Minha barriga doía demais voluntariamente, mas consegui chegar ao aeroporto de Lisboa. Enquanto esperávamos as malas, me deu aquela dor incontrolável e precisei sair derrapando ao encontro de um vaso sanitário.

Entrei no banheiro, estava sem bolsa, sem nada, apenas com o meu poderoso “forevis” que nunca pensei que fosse tão bom de pressão, tão poderoso. Menina, parecia que eu tinha cloaca e não os dois órgãos em separado. A sensação era a de que eu tinha uma coisa só! Com uma força incrível!!!

Só sei que quando encontro o banheiro entro na minha portinha, mal pude me ajeitar e ao tirar minha calça, abaixei, sem sentar, pois ainda tem essa e - pumba! Imagine o que me aconteceu. Gente, que humilhação! Eu era um caminhão de água suja com uma pressão desenvolvida com tecnologia ISO 2027!!! Já chegou aí? Depois da decepção comigo mesma,
consegui me arrumar, o que era naquela altura do campeonato, uma vitória para mim.

O resto, precisei deixar por lá. Lavei as mãos, o rosto, pois suava muito, e quando estou a caminho da porta, me sentindo a última dos mortais, entra uma aeromoça, lindíssima, arrumadíssima com cabelos lindos, cheirosa, maquiada, de batom, e vai direto para a porta que eu havia saído. Fiquei dura feito um pau olhando para ela, meu coração mandava que avisasse a pobre moça, mas não tive nem coragem, nem força e nem tampouco, tempo para isso, quando falamos ao mesmo tempo: “Nossa, que absurdo isso!!!” Oh!!!!! “Precisamos chamar alguém para limpar tudo aqui.” - “Jesus, disse ela, de onde vem essa gente!?” Saia, saia daí, disse eu, vá em outro banheiro!!!



Saímos juntas e correndo de lá de dentro. Ainda demos um belo encontro de ombros à porta, quando bato os olhos no meu marido a minha espera. Ele era pálido! Eu não estava diferente. Mas encontrei forças para rapidamente, pegar minhas coisas e dizer a ele baixinho – “Amor, vamos embora daqui, correndo, antes que me prendam... A coisa foi feia aí dentro.”

Ficamos em Lisboa, e Portugal, por mais uma semana. No caminho do Hotel, contei tudo a ele. Que vexame, um sem cueca desde o aeroporto de Marrocos, e a outra deixou lembranças no aeroporto de Lisboa.

Viemos de volta para o Brasil, e por mais de um mês, eu e ele tínhamos dores fortíssimas na barriga. Aprendi que não mandamos no corpo. Vou enviar ao P.L uma piada que vocês vão entender o que eu quero dizer aqui... Rsrsrsrsrs. Me perdoem pela falta de elegância, mas isso só ocorre ao humanos, assim como eu.

Comentários

  1. que sufoco! não era mais fácil tomar aquele remedinho que segura temporariamente?

    (não estava conseguindo escrever no seu blog. após carregar, a janela estava sendo fechada de uma vez)

    ResponderExcluir
  2. Rir do ridículo: tudo de bom.

    Um abraço.

    PS: Quanto ao seu comentário: "agora paso rapidinho para agradecer o selinho... COloquei do lado direito do meu blog, mas...", estou preocupado, não consigo me lembrar de ter enviado o tal selinho ... (isso é grave!)

    ResponderExcluir
  3. Cara conceição:

    Essa sua crônica está muito boa e super divertida. Adoro narrativas sobre desinterias, pois sempre são motivo de boas risadas. Também tenho algumas, pessoais e de conhecidos/as, que também, a qualquer hora, sujo, ops, boto no papel.

    ResponderExcluir
  4. Ei mana!
    Você não existe, conseguiu me arrancar gargalhadas mesmo já conhecendo essa história!
    É mole? (e não me refiro à b...rala!)
    Ficou super, demais da conta...rs
    beijos

    ResponderExcluir
  5. Bom relato o seu Conceição... Bem divertido...
    Mas eu sei o que é ficar desse jeito... É realmente horrível...
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Ainda bem que o casamento não foi pela pia abaixo... antes se fortificou. E essa é a moral desta hilarinte história. Em Marrocos, que conheço bem, todo o cuidado é pouco, mas ao menos fez você vir a Lisboa!

    ResponderExcluir
  7. Querida,
    Li este seu post no Arco-iris da vida e devo lhe agradecer, pois o dia em que o li para mim foi um dia muito triste, pois havia perdido uma querida amiga/tia-avó que deixou seu corpinho de 80 anos para flutuar em outra dimensão e ao lê-lo confesso que me fez muito bem.
    Sinto muito por ter passado por estes sufocos, mas não deves negar que ao narra´-lo ficou muito engraçado.
    Obrigada pela alegria que me dispensou com suas linhas.
    Abçs

    ResponderExcluir
  8. Pois é. Nesse caso, como não rir da desgraça alheia?
    Mas você foi perfeita na sua narrativa, mesmo porque essas coisas, depois que passam, arrancam risos até de nós mesmos né?
    Mas que saia justa heim?
    Com toda certeza o casamento de vocês se fortaleceu.
    Um beijo e um lindo final de semana, com intestino em ordem, claro.

    ResponderExcluir
  9. ai CON se é :))) e que bom um bom banho de espuma relaxante hummmmm óptimo mesmo! :)

    acabei de postar um MIMO. Vá buscá-lo rapido antes de esgote. É único :)

    ResponderExcluir
  10. Eu te entendo. Uma vez, aqui na Espanha, en Valencia, en um restaurante muito xique, con meu marido e uns amigos, me deu um dôr de barriga, que näo deu tempo de chegar no vaso.
    Eu quería me morrer.
    Até que como näo voltava prá mesa, meu marido
    se preocupou e vinho ver que é que acontecía.
    Pediu uma toalha para arrumarme e ali deixei também tudo feito um horror...
    Já nunca voltamos a aquele restaurante!!!!
    Säo coisas que acontecem na vida!!!!
    Uma beijoca Con

    ResponderExcluir
  11. Conceição,
    tive um verdadeiro ataque de risos.
    Chorei mesmo de tanto rir.
    A história é triste para quem a vive mas depois contando e, da forma como você tão bem o fez, vira piada.
    Por isto que dizem que dor de barriga é mais rápido que pensamento, às vezes não dá mesmo nem tempo de pensar.
    ADOREI!
    Abraço é ótimo final de semana.
    Angel

    ResponderExcluir
  12. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
    Ainda não consegui parar de rir...
    Voltei pra dizer que tem selinho pra você no meu blog
    Abraço e desejo de ótimo final de semana.
    Angel

    ResponderExcluir
  13. Adorei esta história...rsrsrsrsrsrs
    Nao paro de rir, mais nao vou a Marruecos nim loca.
    Um abraço e um enorme beijo.
    Marga

    ResponderExcluir
  14. Li atentamente e não preciso de mais provas pra concluir minha queixa.
    Agora posso entender o "cheiro" que empestava aquele avião de Marrocos pra Lisboa e agora sei quem é o proprietário deste "objecto" que tenho neste saquinho de plástico selado - prova número um.
    Bem queria eu dormir naquele avião, mas o cheiro malfadado me incomodava pra caramba!!!
    Agora tenho segunda prova. Minha namorada, aeromoça há tanto tempo, me contou nunca ter assistido a uma cena assim!...
    "Nossa! Mas foi mesmo verdade, querida?" "Sim, amor! Nem sei como te contar! Só pode ter sido aquela de "Con" que me deu um encontro de ombros à porta, e me olhou como se o aeroporto estivesse pegando fogo!!!"
    "Mas, amor, a coisa também terá sido assim tão grave!... Esquece isso! Vamos pró nosso ninho, que inda temos umas horinhas, antes do próximo voo!"
    "Que horinhas, que nada!!! Depois do que vi, só quero mesmo apanhar ar puro e ver o céu azul!"
    "Mas... amor... e eu?... Que estou esperando você há tantas horas, imaginando agarrar você!... Eu quero fazer amor com vc, ué!!!???"
    "Que amor, amor???... Vc não me ouviu, não está sensível ao que eu passei, não?..."
    "Eh, amor, pra onde vc vai???... Vai-me deixar aqui sozinho???..."

    ResponderExcluir
  15. Querida,
    Obrigada mil vezes pelas palavras carinhosas, o bom destes cantinhos são as amizades que cativamos.
    Eu recebi um SELO DE OURO do blog CÈREBRO DE BATATA (http://www.blogsilence.com/) e tenho a missão de presentear 3 blogs.
    Com toda certeza você é o Primeiro, passa lá no meu blog e pega seu merecido selinho.
    Bjinhos Obrigada mais uma vez.

    ResponderExcluir
  16. Olá Conceição...que bom que postou esse "conto", "causa"..vamos chamar assim né, apenas para as lembranças ficarem menos doloridas.rsrsrs.
    Estava esperando que o fizesse, claro que, para mostrar para outras pessoas. pq eu definitivamente não posso lê-lo novamente, só de pensar já sou atacada por uma crise de risos.

    Beijos, e de novo parabéns rsrsrsr.

    ResponderExcluir
  17. Conceição,

    Uma rápida visita, para desejar-te um bom feriadão.

    Abraços.

    Pedro.

    ResponderExcluir
  18. Tua história foi muito bem contada, Con!

    Agora é engraçado, mas não queria estar no teu lugar, mesmo desejando conhecer o Marrocos.

    Bjim.

    ResponderExcluir
  19. Filha

    Fofa! Linda!

    Eu sempre disse que voce é uma rainha!

    Vai ter mania de trono lá longe "po"...

    Beijos da mamis

    Aidinha

    ResponderExcluir
  20. Amigo é aquela pessoa que o tempo não apaga,
    que a distância não esquece,
    que a maldade não destrói.

    É um sentimento que vem de longe,
    que ganha lugar no seu coração
    e você não substitui por nada.

    É alguém que você sente presente,
    mesmo quando está longe...
    Que vem para o seu lado quando você está sozinho
    e nunca nega um sentimento sincero.

    Ser amigo não é coisa de um dia,
    são atos, palavras e atitudes
    que se solidificam no tempo
    e não se apagam mais.
    Que ficam para sempre como tudo que é feito
    com o coração aberto.

    Um bom domingo e uma semana cheia de amor e carinho para você e toda tua família
    Um abraço do amigo
    Eduardo Poisl

    ResponderExcluir
  21. Conceição,

    Me diverti com essa sua história... mas depois dela passeei por seu blog e adorei !!! Adorei mesmo...
    Você escreve gostoso...
    Virei fã... e seguidora !!!

    Muito bom.

    Um beijo especial,

    Solange

    http://eucaliptosnajanela.blogspot.com

    ResponderExcluir
  22. eheheheheheheheheheheheheh!!!!!
    Amiga Conceição Duarte, passei por aqui rapidinho só para pôr olho no seu blog e ri-me tanto, tanto, tanto que ainda estou a chorar de rir. A srª é o máximo. Também já me passaram coisas parecidas...é horrível! Mas esse "tema", dá sempre risada pela certa. O meu marido também diz: quem te quer ver a rir é falar-te em diarreias e coisas do género.
    Foi bom começar o Domingo à gargalhada.
    Obrigada amiga pela boa disposição que me proporcionou!
    É verdade, afinal tenho familiares seus aqui bem perto de mim, são o sr. José e a dª Mª Arminda Gonçalves, que são filhos dos já falecidos sr. Armindo Gonçalves e da srª Rosa Branca. Hei-de falar ao sr. José, que é o que mora mais perto de mim, dos familiares Brasileiros, a ver se ele sabe da vossa existencia. Depois digo-lhe alguma coisa, tá bem? Foi a Ana Paula que me informou, pois são familiares directos do ex marido dela.
    Pronto querida, desejo-lhe um bom domingo e uma vida cheia de coisas boas.
    Beijinhos grandes

    ResponderExcluir
  23. Olá, o Blog Palavrentas e Escrevedores está muito feliz com sua participação e estamos ansiosos para ler seu texto.

    Atentando apenas que o seu texto deve ser enviado para escritores.unidos@gmail.com, dia 25/04 até a meia noite. Os textos serão publicados no blog com a divulgação e link dos participantes. Não esqueça de se identificar no e-mail.
    qualquer dúvida entre em contato.

    Beijos
    Aléxia

    ResponderExcluir
  24. Bom dia de domingo CON. Obrigada por comentar minha postagem um pouco filosófica, gosto dos textos e poesias daquele poeta.
    Quanto a sua passagem, você me fez rir com a sua forma de narrar um acontecimento que muitos não seberiam encarar de forma tão bem humorada.
    Isso pode e acontece com qualquer um, e em qualquer lugar do mundo. Ainda bem que tudo passou, como tudo passa na vida inclusive uma grande dor de barriga, e vc está aí para contar e ainda nos fazendo divertir.
    Você é ótimaaa kkkk
    Beijos

    ResponderExcluir
  25. Isto sim é que é colocar um casamento à prova.
    Cadinho RoCo

    ResponderExcluir
  26. Oi Con.
    Desculpe, mas não vou comentar. As gargalhadas não permitem que eu pense com clareza. Assim, só uma palavra: sensacional!
    Beijo.

    ResponderExcluir
  27. Oi, Con!

    Quem não teve na vida um momento (as vezes prolongado) de "intenso aguaceiro" (trocando em miúdos, gaganeira das brabas)?

    E o que é pior, em hora e lugar inadequados! Dá uma saudade do nosso lar, do nosso banheiro aconchegante e hospitaleiro, que sempre guarda nossos mais secretos segredos!
    O Jens me mandou um email, dizendo pra vir aqui te ler! Ele sabe que adoro essas histórias "pitorescas" Adorei! Ri pra caramba!

    Beijos

    ResponderExcluir
  28. oi, voltei, pq esqueci de comentar o título do email do Jens; A saga de uma caganeira...rs.
    Sobre "a perseguida" a minha ex-sogra chama tb de "área do lazer" o que não deixa de ser uma verdade. Muito bom teu texto! Bom ler coisas que nos fazem rir!

    Beijos

    Ps.: não volto mais...por enquanto...rs

    ResponderExcluir
  29. Vim retribuir o beijo de domingo, Con. Obrigada!
    Bjim e boa semana pra ti.

    ResponderExcluir
  30. CON, parabéns, pelo premio con selinho, que deixou prá você Angel.
    Lembra de Historia do cinema que você leu no meu blog, era isso menina de Deus!!!!!!!!!!!!
    Anda lá prá lêr, minha rainha!!!!!
    Uma beijoka.

    ResponderExcluir
  31. CON, estou a leste do paraíso :)
    me explique:

    - consegui aquilo por aqui? o quê? não entendi.
    - lindo o poema do profeta? qual poema? não entendi.

    tou lerdinha amiga, só posso eheheh

    Bjito

    ResponderExcluir
  32. Oi, Con,

    Amanhã farei um raio x da coluna e sabe qual o preparo?2 lactos purgas...É mole? ÉÉÉÉ!!!!!!!

    Boa semana.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  33. ehehehe...ai CON, você vai ser a causadora do meu internamento num manicómio :))))

    Bjinho

    suas fotos neste post estão uma BELEZA, merece uma prenda :)))

    ResponderExcluir
  34. CON, mas qual poema do PROFETA mulheri :)

    ou esse comentário não era todo para mim? ahhahahaahah

    ResponderExcluir
  35. Um diário cheio de peripécias e aventuras!!
    Como se costuma dizer, para mais tarde recordar.

    No meu Blog tem "Gestos de retribuição" para os amigos e visitantes, que podem aproveitar para "apanhar" os selos que forem aparecendo. Esteja á vontade para pegar e levar.
    Boa semana - Carlos

    ResponderExcluir
  36. Vá lá buscar aquela Jóia (SELO/pulseira) para colocar aí no seu pulso :)

    ResponderExcluir
  37. Amiga....agradeço teu comentário lindo...
    Sabe que eu fiquei todo o final de semana no sítio e lembrando daqueles malditos/benditos chocolates...rsrsrs
    Mas amanhã me cobro tbm...vou comer um pedação!!...rsrs

    Beijo...e linda semana pra ti...

    ResponderExcluir
  38. CON

    Rir da desgraça alheia é normal (e humano).
    Mas rir da graça que a vítima faz da sua própria desgraça é RIR POR DOIS.
    O episódio está muito bem relatado, parece que até estou a ver tudo (o que está nos intervalos, claro).
    Um abraço para o Orlando e um beijo grande para ti.

    ResponderExcluir
  39. Conceição,

    sou especialista nessa matéria! Nasci sujando fraudas, e desde então tenho histórias, primeiro relatadas pela minha mãe, depois colecionada por mim próprio. Por essa razão sei bem o que passaram. Um dia conto uma das minhas!
    Quanto à piadinha achei muito escatológica para o Drops! Lá é um blog de respeito...srsrs!

    Bjs e parabéns pelo post!

    ResponderExcluir
  40. ahahaha...Atire a primeira pedra quem nunca passou por isso! É engraçado a realidade do cotidiano, não é? E vc deu um show neste texto muito divertido. Eu também crio uma mocinha com diferença de 25 anos...Quando eu não estiver mais com esta bola toda, adoto-a como filha, assim ela não me deixa...rssssss.... Beijo

    Ps: Você é um barato! Qualquer dia mostro a minha cara pra vc, mas não vale rir...ah..vale sim.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Não aprovo comentário ANONIMO!

Postagens mais visitadas deste blog

Um dia você aprende

https://youtu.be/f6Hnwx44AnU




Um dia a gente aprende que...

Depois de algum tempo você aprende a diferença, a sutil diferença, entre dar a mão e acorrentar uma alma.

E você aprende que amar não significa apoiar-se, que companhia nem sempre significa segurança, e começa a aprender que beijos não são contratos, e que presentes não são promessas.

Começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e olhos adiante, com a graça de um adulto e não com a tristeza de uma criança; aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanhã é incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao vão.

Depois de um tempo você aprende que o sol queima se ficar exposto por muito tempo, e aprende que não importa o quanto você se importe, algumas pessoas simplesmente não se importam... aceita que não importa quão boa seja uma pessoa, ela vai ferí-lo de vez em quando e você precisa perdoá-la por isso.

Aprende que falar pode aliviar dores emocionais, e descobre que se l…

Pílula Anticoncepcional - Assassina!

Estou indignada por ler matérias em jornais e revistas onde jornalistas e médicos escrevem a respeito da pílula anticoncepcional como sendo o meio mais seguro de se evitar filhos, porém...

Nos programas de rádio e TV, a mesma coisa acontece. O que eles não abordam jamais, é o perigo que a pílula anticoncepcional causa para a mulher. (E nem todos os médicos tem essa preocupação com sua paciente).

Ainda hoje, dia 8 de Setembro li no caderno Folhateen - da Folha de S. Paulo, matéria de Jairo Bouer em sua coluna - SEXO E SAÚDE, onde ele aconselha como forma segura para se evitar a gravidez indesejada, o uso da pílula, e ainda escreve que, - menos de 20% delas são adeptas a isto, pedindo que se repense no caso, induzindo a mulher a usar a pílula.

Muito bem. O que as pessoas não sabem e não interessa dizer, é que a pílula e a reposição hormonal podem causar na mulher graves problemas como a TROMBOSE.

A trombose pode se transformar em uma EMBOLIA pulmonar conhecida como TEP - e isto pode matar…

Cozinhando com a faca na mão

Que coisa mais linda ver as crianças participando da vida como se fossem fazer suas próprias coisas, como a sua comidinha, ou arrumar seus deveres e sua caminha e coisas do  dia a dia. 
Lamento o fato de não termos alguns costumes  como temos por exemplo no Japão. Ví dia desses um filme das sobrinhas de uma amiga que nasceram lá e desde muito cedo,  na escola, elas todas trabalham com facas e aprendem a cortar peixes e a fazerem seus pratos tradicionais, rebuscados ou não. Eles acreditam que é interessante saberem mexer com o perigo, como o instrumento faca,  ensinado-as como manipular.  


 Eles tem total razão