Aquário de São Paulo - No Ipiranga - é Lamentável!!

Realmente o Brasil é de chorar baixinho.
Hoje levei minha neta de um ano e pouco para ver peixinhos no Aquário de São Paulo, que segundo o site deles, é o primeiro aquário temático da América do Sul, no entanto, como tudo no Brasil, estamos mesmo fazendo vergonha até para criancinhas.

Saímos de casa e claro, enfrentamos trânsito, pessoas, tempo, distância e muito mais - com o desejo de termos momentos de felicidade, pois São Paulo, apesar de ser essa mega cidade, não tem nada de lazer para criancinhas pequenas. Isso é terrível, não se tem o que fazer com elas, a não ser deixa-lás correr nos shoppings que de um tempo para cá, são alvos de assaltos etc.

Mas, como temos que continuar a vida, fomos. Ao chegarmos na frente do Aquário que é no Bairro do Ipiranga, notamos que não há nenhuma indicação para se chegar a ele. Vamos no boca a boca, e não fosse os motoristas de taxi a nos informar, teríamos apenas o GPS. É o fim da picada um "Aquário desse porte" não ter nenhuma sinalização no Bairro do Ipiranga para facilitar a vida de quem faz a asneira de num belo dia de semana, ou não, tentar levar suas crianças para um passeio bonitinho.

Muito bem, ao chegarmos, notamos "Valets" a R$20,00 que pegam o seu carro para estacionar não se sabe onde. A rua é tranquila, não usamos o "serviço" deles. 

Na entrada, enquanto minha filha comprava os bilhetes, tentei levar minha neta na lojinha, que tem ao lado uma lanchonete. Para minha surpresa fui barrada. Sem contar que em seguida ví  e lí a placa informativa que dizia: "Só é permitido o acesso na loja,  com a entrada do Aquário". Heim?  E a mocinha mal treinada, também já me barrou meio na base da grossura. Não entendi absolutamente nada!

Minha filha me chama e pergunta se tenho cartão de débito.  Pois para três pessoas, o custo seria de R$140,00 reais. Caro! Muito caro.  No vidro da bilheteria outro aviso: Não aceitamos cheques.  Nem cartão de crédito. Ora bolas!  Como pode isso? 

Enquanto a coisa rolava, notamos duas classes de crianças de colégios diferentes na visita ao Aquário. Legal e importante para a criançada.

Não pudemos entrar, não tínhamos o dinheiro todo. Pior, por causa de R$5,00 reais, não pudemos minha filha e eu entrar no Aquário.  Resolvemos que a babá de minha netinha, entrava com ela. E assim foi. 

Elas entraram com o carrinho de bebê, para comodidade das duas. Lá dentro era possível ver muitos dos meninos que trabalham no local uniformizados mas sem muito jeito para a recepção dos turistas e visitantes. Um pouco toscos! Há escadas, "sobe e desce". A babá se viu apurada em alguns momentos, pois tirou a minha neta do carrinho e nos lugares de difícil acesso como escadaria por exemplo, nenhum desses meninos que vagam por lá o tempo todo, fazendo barulho, brincando entre eles e nos podando de entrar aqui e acolá, foram capazes de ajudar a babá com minha neta a subir com o carrinho. Ou levar o carrinho para nós duas que estávamos lá fora, e todos nos viram, pois estávamos com mais uma criança de colo nos esquivando do vento e da chuva, mal acomodadas num banco de madeira. São dois apenas no saguão de entrada. Um deles, era perto da porta de vidro. Com o vento e chuva, nos protegemos fechando um pouco a porta, nada mais que meio metro, pois a nenem mamava e com um mês e meio, era preciso um cuidado. Em seguida, veio outra mocinha dessas toscas e nos disse: "vou ter que abrir a porta, senão "brigam"com a gente, tá? Não pode fazer isso, tem que ficar aberta"  e ainda que gentil, mostrou o outro banco e nos mudamos para ele, esse sem vento na cara.

O Aquário depois que a escola foi embora com as classes, estava às moscas!
Minha filha e eu, "ilhadas" sem direito a lanchonete, banheiro, trocador de nenens? Nem pensar... Ficamos alí no seco. 

Quando elas saíram, a passagem era obrigatória pela lojinha. Minha neta pediu a babá uma bolinha. E a babá disse, vamos pegar dinheiro com a mamãe.  Fizemos uma festa, quando elas voltaram e minha filha pegou-a no colo, foi novamente para a entrada da lojinha que tem como acesso uma rampinha, e mais uma vez foi barrada! Ela surpresa disse, eu tenho o ticket. E teve que ouvir:  "a senhora não tem, quem entrou com a menina foi a babá".  E minha filha indignada disse a ela que só queria comprar um bolinha, qual o problema?  O ticket estava na sua mão!!  E um mal estar se estabeleceu alí, até que por causa da menina pedindo a bola, a moça disse em tom TOSCO: "então vai logo, compra a bola e sai daí."

Espero nunca mais voltar nesse lugar pavoroso que a cidade de São Paulo me oferece.  Lamentável nossas crianças serem tratadas assim com administrações casca grossa, vindas não sabemos de onde, usando o nome da cidade como símbolo de credibilidade e grandeza.  Alguém precisa fazer alguma coisa. Por todo lado, somos mal tratados.

Para quem tiver curiosidade de conhecer o péssimo lugar aí tá o link. Nem considerei o Aquário, pois não tive a chance de conhecer por não aceitarem cartão de crédito, nem cheque... http://www.aquariodesaopaulo.com.br/index2.html

Comentários

  1. que loucuRA horrivel!!!!
    um beijao, querida amiga,

    ResponderExcluir
  2. Olá Con parabéns pelo novo visual,do seu blog!Fiquei horrorizada,com seu relato com o acontecido!Você com suas netas filha querendo ter um lazer e passarem por este perrengue!Fiquei indignada como você!Me pergunto umas coisas:aonde vamos parar com pessoas destreinadas,que não servem para nada?Não existem acessibilidades e todos nós que,votamos direito não temos diversões e nem segurança!Bjos e espero seu retorno!Amiga Dani

    ResponderExcluir
  3. Pois é Dani, há uma tremenda Falta de respeito com o cidadão do nosso país. Aqui tudo anda muito esculhambado
    Um beijo, CON

    ResponderExcluir
  4. Olha... No mínimo que eu ia fazer era um escândalo daqueles ou então dar uns tapas na cara da menina, com certeza... Se desse polícia tanto melhor... Qto maior a publicidade, maior a vergonha pra eles...

    bjos

    ResponderExcluir
  5. *Conceição, num país onde os professores são tratados como LIXOS,

    não é de se espantar funcionários, jovens, em serviços simples

    e mal orientados, sem educação ... Garota, a tendência é só a de

    PIORAR !!! Viva e verás !!! (Infelizmente !!! ).

    ResponderExcluir
  6. REALMENTE CONCEIÇÃO, É O FIM DA PICADA!
    DIANTE DE TANTOS MEIOS DE PAGAMENTOS ELETRÔNICOS HOJE EM DIA E AS PESSOAS INSISTEM EM CERTAS RESTRIÇÕES.
    A FALTA DE INFORMAÇÕES E PLACAS DE RUA SÃO UMA CONSTANTE NA MAIOR CIDADE DA AMÉRICA LATINA E UMA DAS MAIORES DO MUNDO.
    ANYWAY, É DAQUI QUE A GENTE GOSTA...
    GRANDE ABRAÇO,
    GLADSTONE CAMPOS

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Não aprovo comentário ANONIMO!

Postagens mais visitadas deste blog

Pílula Anticoncepcional - Assassina!

Entrevista com Sérgio Viotti

Saturno, também na malha de Gianlucavacchi!