Pular para o conteúdo principal

MacArthur Park



Hoje é o dia da blogagem coletiva proposta pela amiga Nade, do blog http://nadejane.blogspot.com/ com o tema - Minha Música - Meu Momento . Achei genial essa parada, porque trouxe para a blogsfera a participação de 72 participantes. Teremos sem dúvida um final de semana musical e assim, poderemos conhecer mais um pouco do sentimento e da história de cada um dos nossos amigos blogueiros.

A música que me faz lembrar de coisas boas ou não - assim como também me faz voltar no tempo e pensar nos lances incríveis que vivi, são muitas, mas essa em especial deixa em mim marcas de um instante de amor e paixão, daqueles avassaladores! - Do tipo que ninguém consegue frear. E na mistura do amor, do sexo, do desejo constante em estar com a pessoa amada, vem junto o nosso sonho, a luta para ficarmos juntos a busca pelo entendimento e eternização daquilo que se vive com grande intensidade.
Eu era uma jovem de 22 anos, ele um homem de 44. Ele era casado com quatro filhos e eu solteira. Um quadro para trinta e tantos anos passados nada bem visto, nem dentro de casa, nem fora dela. Tanto é que casamos e nos separamos logo depois para voltarmos 10 anos á frente. Mas no ritmo da música e no embalo da voz de Richard Harris, nós vencemos todas as barreiras, e hoje quando ouvimos MacArthur Park, cantamos com alegria, pois conseguimos passar por todas as dificulades que um relacionamento oferece aliado as emoções da própria vida que por sí só, já promete grandes momentos.

Comentários

  1. Olá Conceição!

    Não ~há dúvida que a música consegue ser poderosa e inspirar grandes amores da nossa vida. Parabéns para si, que no final acabou feliz ao lado de quem ama.
    E viva o amor, a vida e a música!

    Bjs Susana

    ResponderExcluir
  2. Chiiiiiiii CON, você foi fogo heim menina :)))

    Parabéns pela sua persistência da luta pelo seu amor ... foi uma história
    encantada :)

    Beijinho

    ResponderExcluir
  3. Que bom que vc também esta neste SARAU DOMINICAL!!!!

    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Olá Conceição
    O melhor da música é mesmo esse acompanhamento que faz das nossas vidas, como uma banda sonora do nosso filme particular.
    E que bom é recordar a dois ao som de uma música.
    Beijinho
    Teresa

    ResponderExcluir
  5. Conceição, que história!
    Apesar de ter muitos casais com diferença de idade considerável, é difícil terem suas histórias mostradas a todos como exemplo de amor, superação, coragem, companheirismo...
    A música é maravilhosa! É de um filme que agora não lembro o nome, mas a melodia é marcante demais... Como o amor de vocês!
    Parabéns e obrigada por participar da Coletiva com sua linda história de amor, viu!
    Grande beijo!

    ResponderExcluir
  6. OLÁ QUERIDA CON, GOSTEI DA TUA POSTAGEM AMIGA... NOTA 10!!!
    ABRAÇO-TE COM CARINHO,
    FERNANDINHA

    ResponderExcluir
  7. "Os melhores momentos do amor são aqueles de uma serena e doce melancolia, em que choras sem saber porquê, e quase aceitas tranquilamente uma desventura que não conheces ."

    Beijo.

    ResponderExcluir
  8. Conceição,na vida de cada um há sempre uma música que nos leva lá longe e, mesmo quando o final não é feliz, essa música só nos faz lembrar os momentos bons e de felicidade. Que bom que a sua é uma música de felicidade e que tudo acabou em bem.
    Um beijo
    Romicas

    ResponderExcluir
  9. CON
    apesar das dificuldades subjacentes no passado, valeu a pena :) e que sejam sempre muito felizes!!! dá gosto conhecer histórias assim...

    Beijinho

    ResponderExcluir
  10. Puxa quantas emoções! Gosto do trabalho deste homem da foto sou fã mesmo! Quanto a música que marcou, sei lá a cada momento é uma sou assim para música, mas perdi um grande amigo e canto e ouço Agonia que Oswaldo Montenegro canta mas a música não é dele. Então a gente se encontra pra uma nova fulia.... Beijo

    ResponderExcluir
  11. Olá,Conceição
    Estou visitando os Blogs que estão participando da Coletiva sobre Música.
    Adorei sua história!Vc é corajosa e merece ser feliz!
    Também estou participando!

    bjo

    ResponderExcluir
  12. Amiga, já publiquei meu post sobre o tema.
    A tua história é simplesmente, linda.
    A música tbm.

    Obrigada pela visita.

    Bjs

    ResponderExcluir
  13. Conceição,
    Que história, que desafio!
    Obrigada pela coragem da partilha. Do modo com eternizaram os sentimentos. Mesmo com 10 anos pelo meio...
    Con, quanto ao vídeo, não o consegui ouvir - diz que os direitos nao estão autorizados no meu país - tentei o youtube mas não sei se será a mesma... se calhar só com link.

    PS1: dúvida: qual a música do beijo que enviaste hoje para mim?
    PS2: temos história - hoje e amanhã - no Arco-íris... conheces alguém com boa imaginação? daquelas de transformar uma história de "caca" numa obra prima? hummm ocorre-me alguém... quem será???

    Beijinhos, cheios de samba e salsa, alegres e amorosos como tu

    ResponderExcluir
  14. Mana, mais uma das coincidências da vida, eu tbm tenho essa música por tema de ótimas lembranças, só que com a Donna Summer como intérprete. Amei isso!!!
    Tenha uma bela semana! Beijossssss

    ResponderExcluir
  15. Q linda historia de amor! é muito gostoso saber q ainda exite sentimentos verdadeiros.
    bjus linda!

    ResponderExcluir
  16. Uma linda história de amor com um lindo fundo musical. Parabéns pela persistência e pelo amor conseguido! :=))) Beijus

    ResponderExcluir
  17. sempre é bom nao desisitir!!!
    muitos beijos, myra

    ResponderExcluir
  18. Linda música Conceição e uma história de amor digna de um romance!

    Sabe que curto muito o blog da sua mãe, que graça, amo a maneira como ela escreve e as histórias são incriveis!

    Tive que postar um dia antes pois ontem trabalhei até as 2 da manhã! :) Mas hoje já começo a visitar os participantes dessa blogagem cheia emoções e música!

    Ótima semana para voce!

    ResponderExcluir
  19. Que história e música bonitas!
    És feliz, criança!

    ResponderExcluir
  20. Querida CON, a sua história de amor é muito bonita, você foi corajosa! Ainda bem que tudo acabou bem!...Também a mim a música encanta e desperta emoções. Também tenho 2 que estão relacionadas com a minha paixão pelo meu marido, também mais velho que eu 17 anos. São as seguintes: HASTA MI FINAL e POR TI SEREI dos meu queridos IL DIVO. Se quiser ouvir procure no youtube, que também vai ficar encantada!
    Quanto ao seu video, não consegui abri-lo e não o ouvi, com pena minha!
    Parabéns pela sua postagem, gostei muito!
    Obrigada pelas suas visitinhas lá no meu blog, é sempre benvinda!
    Eu ando um bocadito cansada, agora dei para a fotomania, corremos tudo à procura de boas fotos do nosso pais. Mas é muito cansativo, subir e descer montanhas e vales, com estradinhas bem a pique que mal cabem 2 carros...imagine!... Depois andar por lá a pé a subir e a descer aquelas ruinhas de pedra, debaixo de um calor escaldante, (bem aqui em Portugal 34 graus já é bem quente)...mas é giro, nem me lembro que tenho 54 anos e que já sofri um AVC. Mas o meu marido tem 70 e também sobe e desce sem problemas nenhuns. Somos 2 kotas radicais, eheheheh! (kotas quer dizer velhotes, na linguagem dos jovens, para o caso de não saber) é fixe ser assim, (como eles dizem também), com um espirito jovem, não é querida amiga?
    Desejo-lhe um semana de bençãos
    E continuação desse amor lindo!

    ResponderExcluir
  21. Con
    A trilha sonora de sua história é linda, e faz a gente sentir um pouco do clima que você viveu.
    Muito romântica... dá vontade de amar muito.
    Beijos querida.

    ResponderExcluir
  22. Que história!

    Parabéns aos dois malucos que não tiveram medo de ser felizes...Beijos aos dois!

    ResponderExcluir
  23. Oi amore, amo vc!!!!
    O.D esta liinnnndoooo na foto!
    bjokas

    ResponderExcluir
  24. È isso ai..quando tem que ser pode passar o tempo que for..
    bela história.
    Beijooss

    ResponderExcluir
  25. Con´,
    Obrigada pela participação no conto!
    Olha, não consegui abrir o link que enviaste. Melhor, abre uma pág do youtube, com várias coisas e com o motor de busca em aberto...
    PS: às 3ªs temos novo desafio no Arco-Íris!
    Beijinhos, com amor, de lisboa
    Lília

    ResponderExcluir
  26. CON,
    aqueles mimos também são para você. Eu ofereço para todas, é só pegar e trazer.
    Se gostar é claro :)

    Beijinho

    ResponderExcluir
  27. Olá miguinha Con!
    Primeiro adorei a sua história de amor, quando existe amor não há barreiras, nem idade, nem raça, nem religião, nem política, absolutamente nada.
    Mesmo no amor paternal aceitamos os nossos filhos como são, só assim entendo que haja amor, não devemos incutir-lhes nada, nunca o fiz, só tenho uma filha, felizmente tive sorte, ela é uma mulher com M muito grande, mas se não fosse amava-a na mesma.
    Num casal quando o amor acaba devem ficar os momentos bons, e são esses que recordo, uma vez que me separei, mas acredito que é possível amar a vida inteira, conheço muitos casos em que isso aconteceu, por exemplo os meus avós paternos ela casou com 15 anos e ele 17 (ele chegou a ir para França na 1ª. Guerra Mundial), nunca os vi zangados, andavam sempre juntos, e quando ele faleceu já velhinho ela não durou muito tempo, porque não conseguiu viver sem ele tal era a saudade que sentia.
    Errei muito no meu casamento, porque queria que ele me amasse e o amor para existir tem que ser recíproco o que a partir de certa altura deixou de ser, eu também cansei de lutar, e vivi uma vida muito infeliz, mas como digo só quero recordar os bons momentos e no fundo valeu a pena pela família que tenho a minha querida filha e o meu neto.
    Falta a música:-)
    Acho que as músicas que me marcaram foram os Abba,(Dancing Queen, Mamma Mia, etc. ) as dos Queen, ainda hoje ouço o Freddie Mercury e a que mais gosto dele é Friends Will be Frends, mas houve muitas de Frank Sinatra, e hoje gosto muito do Michael Bublé,um jovem Canadiano(acho-o muito parecido com ele a cantar).
    Como adoro música gosto de muitas e ao longo da minha vida foram variando tendo também em conta o meu estado de espírito.
    Um grande beijinho,
    Ana Paula

    ResponderExcluir
  28. Quantos romances não começaram assim... A música aproxima.

    ResponderExcluir
  29. Parabéns, Con, por tua história. Não faltou coragem e persistência, que é o que precisamos quando queremos muito alguma coisa.
    A música é linda!
    Eu tenho muitas músicas e nem sei qual delas colocaria num post destes.

    Quanto ao teu comentário lá no blog, que agrdeço muito, sinto te decepcionar, mas não fui eu quem escreveu aquilo, infelizmente, pq não tenho essa 'catiguria'. Copiei do blog da Denise BC e quem escreveu foi a Ângela, do blog Médica Frustrada. É ótimo texto, né?
    Bjim.

    ResponderExcluir
  30. A trilha aqui de casa é o LP Blue da Joni Mitchel...
    Lembrei assim que li seu texto comovente.
    Continue musical!
    BJS!
    http://curiosaidentidade.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  31. Conceição,
    Isso é dia de troca de carinho no arco. De visitar os amigos, telefonar-lhes, abraçá-los e sorrir-lhes com amor, até se tornar um hábito.
    O melhor que há em mim, eterno e imutável, saúda o melhor e eterno que há em ti!
    Com amor
    Lília

    ResponderExcluir
  32. Con, OBRIGADA pelas palavras no meu site!
    ...
    Você é uma mulher MA-RA-VI-LHO-SA! decidida com a vida e com o amor... mas esse homem deve ser muito especial também! tão bom se a minha história acabasse assim...
    A música retrata a alma: se estou triste, o gira-discos da minha cabeça "toca" o tema do "Platoon" e tudo à volta se move em câmara lenta....
    Para a alegria o tema actual "Feeling Good" de Michael Bubblé... e para curtir a dor do amor, um clássico: "against all odds"...
    Bj

    ResponderExcluir
  33. Oi menina.
    Vim novamente te fazer um convite para me visitar. Já vim várias vezes em seu blog. Te acho uma mulher muito divertida, pela foto. Espero não estar enganada.
    Com carinho
    Sandra

    ResponderExcluir
  34. Olá Conceição, que linda história de amor e que trilha sonora heim? Linda música aliás bem lembrada por uma das meninas acima, com a Donna Summer dancei muiiiiiiiiiittooooo!!! Adoro na versão dos dois. Também participo dessa blogagem. Dá uma passadinha por lá, para conhecer meu espaço.
    Bjs

    ResponderExcluir
  35. Conceição!
    Fiquei muito feliz,quando abri meu blog e vi vc. senso minha seguidora em Curiosa.
    Eu acho vc. um manste. Acima muito alegre.
    Passa uma energia muito grande.
    Bjs
    Valeu amiga virtual
    Sandra

    ResponderExcluir
  36. ._______querida CON


    a música e o amor______um casamento perfeito


    _______a tua história é de coragem_____pois que sejam FELIZES para sempre!




    ____________________///






    beijO_____ternO
    bFsemana

    ResponderExcluir
  37. Quem tem bom gosto musical assim já começa o caminho com meio trajeto consumado.

    Você anda desaparecida? Ou eu?!

    ResponderExcluir
  38. Oi Conceição, desculpa a demora em responder...ultima prova ontem, mas tudo certo agora e férias finalmente...
    Sua estória é parecida com a de uma tia minha com relação a idade, ela tinha 16 e o meu tio 46, a diferença eera tanta que ela ficou viuva cedo, mas nunca quis casar novamente...a busca pela felicidade é isso, uma luta constante, feita do dia-a-dia...felicidade sempre...um abraço na alma

    ResponderExcluir
  39. Con,
    Espero que esteja tudo bem contigo e com o marido.

    Olha, minha querida, domingo há conto no arco. Venho desinquietar-te. Achas que desta vez conseguimos escapar aos romances????
    Beijinhos. Desta vez , não sou eu a começar, rs
    Com amor e muito carinho, para os dois,
    Lília

    ResponderExcluir
  40. Que linda história! A cara da Con. Se me contassem, eu já diria, é a história dela?
    A música tem um ´poder incrível. Nos dá alegria, nos dá saudades, e nos dá tristezas.
    Mexe com a gente.
    Bom domingo minha amiga.
    Um beijo

    ResponderExcluir
  41. A felicidade é como uma borboleta. Quanto mais você a persegue, mais ela se esquiva. Mas se você voltar sua atenção para outras coisas ela virá pousar calmamente nos seus ombros.
    Boa semana
    Beijos

    ResponderExcluir
  42. OLÁ CONCEIÇÃO
    Fico feliz por saber que também na sua vida a música foi algo de importante.
    Faço votos de que assim continue.
    Obrigado pelas amáveis visitas
    beijinhos
    G.J.

    ResponderExcluir
  43. Conceição. A música faz parte de minha vida, mas para cada ato uma canção diferente. Achei interessante seu relato, da musica que tras lembranças a vc e seu marido. Eu vivi um tempo com uma musica embalando lembranças de meu ex casamento. Ainda bem que o casamento terminou mas não minha paixão pela canção! Bjs

    ResponderExcluir
  44. Oi,

    tem selinho "Amizade Virtual" prá vc lá no blog, está na coluna, tá.

    bjos!

    ResponderExcluir
  45. Concordo com a Princesa.
    Boa semana para vc. E quando puder venha tomar um cafezinho e curiosa e aproveita para conhecer os outro blogs.
    Com carinho
    Sandra

    ResponderExcluir
  46. Oi, Conceição;

    O amor não se explica,... vive-se, porque ele acontece assim.

    O amor é algo mágico em que nenhuma matemática consegue encontrar um resultado certo e onde 1 + 1, pode dar 0 ou mais que 10. 'E pelas incertezas que o amor é belo.

    bjs, CON

    Osvaldo

    ResponderExcluir
  47. Vim te convidar para comer pinhão em curiosa.
    Não sei se vc. gosta, mas o convite está feito.
    Um grande abraço.
    Sandra

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Não aprovo comentário ANONIMO!

Postagens mais visitadas deste blog

Um dia você aprende

https://youtu.be/f6Hnwx44AnU




Um dia a gente aprende que...

Depois de algum tempo você aprende a diferença, a sutil diferença, entre dar a mão e acorrentar uma alma.

E você aprende que amar não significa apoiar-se, que companhia nem sempre significa segurança, e começa a aprender que beijos não são contratos, e que presentes não são promessas.

Começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e olhos adiante, com a graça de um adulto e não com a tristeza de uma criança; aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanhã é incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao vão.

Depois de um tempo você aprende que o sol queima se ficar exposto por muito tempo, e aprende que não importa o quanto você se importe, algumas pessoas simplesmente não se importam... aceita que não importa quão boa seja uma pessoa, ela vai ferí-lo de vez em quando e você precisa perdoá-la por isso.

Aprende que falar pode aliviar dores emocionais, e descobre que se l…

Pílula Anticoncepcional - Assassina!

Estou indignada por ler matérias em jornais e revistas onde jornalistas e médicos escrevem a respeito da pílula anticoncepcional como sendo o meio mais seguro de se evitar filhos, porém...

Nos programas de rádio e TV, a mesma coisa acontece. O que eles não abordam jamais, é o perigo que a pílula anticoncepcional causa para a mulher. (E nem todos os médicos tem essa preocupação com sua paciente).

Ainda hoje, dia 8 de Setembro li no caderno Folhateen - da Folha de S. Paulo, matéria de Jairo Bouer em sua coluna - SEXO E SAÚDE, onde ele aconselha como forma segura para se evitar a gravidez indesejada, o uso da pílula, e ainda escreve que, - menos de 20% delas são adeptas a isto, pedindo que se repense no caso, induzindo a mulher a usar a pílula.

Muito bem. O que as pessoas não sabem e não interessa dizer, é que a pílula e a reposição hormonal podem causar na mulher graves problemas como a TROMBOSE.

A trombose pode se transformar em uma EMBOLIA pulmonar conhecida como TEP - e isto pode matar…

Cozinhando com a faca na mão

Que coisa mais linda ver as crianças participando da vida como se fossem fazer suas próprias coisas, como a sua comidinha, ou arrumar seus deveres e sua caminha e coisas do  dia a dia. 
Lamento o fato de não termos alguns costumes  como temos por exemplo no Japão. Ví dia desses um filme das sobrinhas de uma amiga que nasceram lá e desde muito cedo,  na escola, elas todas trabalham com facas e aprendem a cortar peixes e a fazerem seus pratos tradicionais, rebuscados ou não. Eles acreditam que é interessante saberem mexer com o perigo, como o instrumento faca,  ensinado-as como manipular.  


 Eles tem total razão