Pular para o conteúdo principal

Um carro, o caos!

Em São Paulo se enfrenta tudo aquilo que está dentro do pacote - cidade grande! A começar pelo trânsito que é insuportável. A venda de automóveis é uma loucura dentro da crise econômica mundial. Bateu o recorde de todos os tempos. Que maluquice, não?! Com a redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) as concessionárias de todo o país vivem abarrotadas! Quem nunca teve um carro, hoje compra um deles para se ver livre da condução comunitária, que, “diga-se de passagem”, é lamentável há anos! E os governos idos, se deram ao luxo de tirar de Sampa, o bonde, os trens que poderiam interligar cidades vizinhas e é sabido que as linhas de metrô são minúsculas perto da imensidão que é São Paulo. Não houve planejamento. Conclusão: Todos os políticos têm problemas de raciocínio grave aliado à visão, - que apenas conseguem ver nada mais, nada menos, que o próprio umbigo. Sim, até aí, eles conseguem ver perfeitamente o futuro deles, e de mais quatro gerações à frente!

Comprar um carro hoje em dia, é bico! Difícil é o brasileiro fazer conta. Impostos, seguro, combustível, mantenção, prestações longas acompanham essa nova aquisição. Você fica com o carro velho, e continua pagando caro por ele.

Em São Paulo temos o rodízio das placas de automóveis, que para quem não sabe, funciona durante os dias de semana, e é tirado em dois horários do dia, dois finais de placa para melhor fluir o trânsito. Depois dessa lei, os que podiam compraram outro carro para não terem mais um problema e, portanto, o trânsito se complicou. Os marronzinhos, como são chamados aqueles que fabricam multas, estão nas ruas apenas para atrapalhar e raramente para ajudar, instruir, tomar conta, proteger, perceber, melhorar e contribuir com o motorista de carro, e sim fazer multas! Muitas multas. Acreditem, é raro, raríssimo encontrar um deles que está disposto a ajudar o cidadão que dirige e que por sua vez, tem sua carteira de motorista tirada sabe-se lá de que forma. Eles mal querem olhar nos seus olhos para uma conversa e esclarecimento de comportamento social. São pagos para fazerem multas. A maracutaia no esquema é brava, sabemos disso também!
O prefeito da cidade protege os motoboys que morrem mais que na Guerra do Golfo e outras tantas. A estatística chega próximo a de dois por dia. Não há para eles, uma lei rígida e somos assaltados e violentados constantemente no trânsito por essa gente indefinida e protegida por um capacete, e que passam por nós ( em cima da faixa branca das ruas, já viu isso?!) dando coices e amedrontando principalmente as mulheres, - eles xingam, quebram o espelho retrovisor, dão pontapés na porta do carro e ameaçam dar porrada!!! Ninguém vê isso. Estamos abandonados. Basta sair em São Paulo, para que o medo de cruzar ( fatalmente ) com um deles se estabeleça em nós. Fora os pontos fixos de ladrões nas esquinas manjadas da vida. A polícia não sabe disso? Como? Nós sabemos, e evitamos! Quem manda aqui?
Ora, será tão difícil ter pulso firme e organizar a bagunça? Um prefeito com visão ampla deveria investir no metrô, nas conduções - ônibus, fazer linhas que não fossem tão longas e entregar essa gente que vem de longe em pontos da cidade ou à sua volta, não dentro dela, e assim pegariam outra condução mais rápida e eficaz para chegarem no local final.
Haveriam de baratear e facilitar a vida do taxista, dar vantagens a eles e fazer girar o movimento do taxi dentro de São Paulo, que é em maior número na comparação com os motoboys, e que pagam caro por seu veículo, pela licença, pelo ponto, pela gasolina ou álcool ou ainda o gás e não podemos esquecer do estacionamento que é caríssimo. Para a população é bem confortável andar de taxi, as vantagens são muitas, incluo aí a raridade de assalto, sem contar que paramos na porta do nosso destino, sem a preocupação do estacionar o carro. Os ônibus que andam pelas ruas, não têm conforto, são velhos, sujos, e vivem lotados de gente sofrida que tomam a condução por necessidade e precisam sair de suas casas muitas vezes quatro horas antes de "pegar" no serviço. Isso é vida? É uma nação? É gostar do seu povo? É o agradecimento que os deputados, vereadores, prefeitos, governadores, presidentes têm pelo seu país, por sua cidade?

Isto tudo está uma esculhambação!
Desanimador viver o dia a dia de São Paulo, cidade de trabalhadores, mas também de gente encostada, oportunistas, vagabundos, avarentos, que vivem em busca de oportunidades em troca de qualidade de vida.
Há muita saída para melhorar a vida do brasileiro, do paulistano e de tantas outras cidades, e não a parada de vender carro e mais carro. Isso é bom para as concessionárias, as montadoras, para o governo fazer número, - para muita gente, menos para a população num todo! Está certo que é um sonho que se realiza, a independência ( falsa ) que você adquire, mas o pesadelo de assumir o compromisso de pagar as prestações intermináveis nem sempre será cumprida. Lá na frente haverá o estreitamento dessa felicidade e possibilidade.

Quem será que está por vir na direção do governo, para melhorar nosso dia a dia? São Paulo vai travar!

Comentários

  1. Oi,Con;

    É complicada a situação de Sâo Paulo que comparo muito com a Cidade do México (conheço as duas) tanto a nivel de estruturas, um verdadeiro caos, como a nivel político...

    Em ambas a corrupção predomina, aliás é quase parte activa da Constituição, tão descarada ela é.

    Quem dará jeito nisso?... Sei não. Sempre escutei de meus pais que Deus é brasileiro, mas já tem tanto tempo que vai ver, mesmo Deus mudou de nacionalidade, porque compreender político brasileiro, é obra,... haja Deus...

    bjs, CON
    Osvaldo

    ResponderExcluir
  2. bom e para ajudar ,o prefeito da cidade Kassab resolveu eleger um novo culpado pelo trânsito ;os Onibus FRETADOS é mole ?? tirou de circulação da cidade mais de 640 onibus ,com a desculpa que os mesmo ocupavam espaço dos Lixos(onibus)públicos,quando o que ocorre é que trabalhadores mais qualificados e com condição pagam cerca de 200 reais por mes para tem uma conforto que não conseguem no transporte público e esse mercado de fretados tem ou tinha crescido ,porque a condução em são paulo alem de cara R$ 2,30 onibus e R$ 2,55 metro é precária,sairam de ciculaçao cerca de 400 onibus,ou seja as empresas não podem aumentar a tarifa (promessa de campanha do Kassab) ok tudo bem as escuras fazem um acordo com o ex auxiliar do CELSO PITA Hoje prefeito e tiram de circulação 20% da frota,bom realmente quem não pega ônibus deve estar dizendo e KIKO eu tenho com isso..bom...ocorre que rico,pobre ,trabalhador ou empresário,,todos nós respiramos o mesmo ar poluído e cheio de metais pesados..,e nas regiões mais "caras" da cidade nas areas nobres o problema da poluição ainda é maior porque tem mais veículos circulando FULL TIME...é isso...

    abraço a todos

    ResponderExcluir
  3. Pois é Conceição...quem mora aqui sabe o que é perder o prazer de dirigir, de sair, de andar por essa cidade que tem tudo menos cuidado.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Não sou jornalista nem escrito. Sequer escrevo bem. Sou aposentado. Meu imposto de renda é retido na fonte pelo INSS. Já nosso querido apedeuta tem sua receita de INSS como anistiado político acima do teto do INSS livre de IR.
    Minha forma de lutar contra os desmandados implantados por este governo corrupto no Brasil é através de um blog http://brasillivreedemocrata.blogspot.com/
    Gostaria de contar com a presença e dos comentários das pessoas de bem que não se conformam com a desonestidade, a falta de ética e a corrupção em nosso governo.

    ResponderExcluir
  5. Con,
    amei seu ar intelectual ! D+.
    Bom, quanto ao trânsito aí de Sampa sei que
    é de tirar a paciência de qualquer um.
    Aliás, é um exercício de paciência e tolerância, mesmo com o rodízio.
    Interessante a sua matéria.
    Mas vai, é por causa disso que você está nervosa hoje ?
    Fica não.........amanhã tem mais trânsito.
    Ah sim....fora o metrô. Você que loucura é o metrô ?
    Ás vezes tenho a impressão que vai todo mundo ficar " entalado" dia desses.
    Deixa eu parar por aqui.
    Beijos e uma semana sem estresse.

    ResponderExcluir
  6. Não que eu queira comparar onde moro com Sampa, longe de mim, os problemas são comuns, tirando o rodízio, a todas as grandes cidades brasileiras e os políticos parecem que são todos filhos da mesma mãe. Já dizia meu irmão, que "político é pior que bandido que legisla em benefício próprio e seus apaniguados, e deixa povo morrer à mingua, pelos desvios de verbas das várias áreas em que deveriam se aplicadas realmente". Bela matéria mana!
    Parabéns!!
    Mesmo com ar de preocupação, vc está linda na foto!...rs

    ResponderExcluir
  7. quasi tudo que escreveu se pode adoptar tambem para aqui...na italia...
    um grnade beijo,
    myra

    ResponderExcluir
  8. O problema do trânsito em São Paulo é caso antigo, e não sei porque ainda não encontraram uma solução. O que esta faltando para resolver isso, será $$$$ ?
    Mas Con, que postagem de alto nível, esse texto só pode ter sido escrito por alguém como você, que é uma jornalista.
    Parabéns.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Saio de seu texto com vontade de escrever um, talvez intitulado "Das vantagens de ser duro(a)", ou semelhante...
    Acabo de descobrir que sou "gente sofrida que pega condução por necessidade".
    No RJ o maior sofrimento na "condução" não é a sujeira ou o desconforto; é a insegurança; pegar ônibus por aqui é entrar na roleta dos assaltos.
    Se não fosse isso, nem teria reparado que eu era tão sofrida assim, até porque o Metrô quebra um galhão...
    Fugir do stress da grosseria e da violência dos co-motoristas de egocêntricos automóveis também parece valer o preço de ainda não ter grana para comprar um ...
    ...carro-próprio...rsrsrsrsrs
    BJS!

    ResponderExcluir
  10. Se tem uma loira que para a cidade de sampa é a marta suplicy

    ResponderExcluir
  11. Olá Con volto amahã com mais vagar.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  12. Info, a melhor parte de um blog, são os comentários, pois eles acrescentam muito para o leitor e para mim. É impossível eu escrever num post, tudo o que penso, por isso mesmo, vamos e voltamos com um veio de assunto.
    Obrigada por sua vinda aqui.
    Sabemos do preço da condução e das promessas não cumpridas desses políticos... Fazemos a nossa parte por aqui e por onde mais der para fazer...
    Um beijo e você tem toda a razão no que escreveu.

    CON

    ResponderExcluir
  13. Sil, só vou te dizer uma coisa, sabemos como uma e outra pensa, mas afirmo aqui que você é linda! Linda! Linda! rrrssrsrsrssrs kkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  14. Isso é realmente um grande problema, será o preço do progresso...não creio...mas da incompetência social...como é o caso dos fretados q não vão poder mais percorrer as ruas de SP e como ficam os q dependem dele para trabalhar...sem contar com os inúmeros transtornos existentes.

    1 beijo!

    ResponderExcluir
  15. Gentem! Vocês estão reclamando de São Paulo... Vem pro Rio andar de Metrô. Isso aqui é o caos!

    ResponderExcluir
  16. maior a cidade
    maior a desorganização
    maior a confusão

    aqui no campo não há nada disso

    aí deve ser o caos mesmo Conceição. Lisboa já é uma confusão... por isso fugimos para o campo...

    beijinho daqui do sossego

    ResponderExcluir
  17. Ah! vai. Com certeza São Paulo vai parar, o caos está instalado. Já não há mais espaço físico para tantos problemas.
    Você tem razão, São Paulo abraça tudo, gente que trabalha, que sofre, pessoas oportunistas, exploradoras, políticos que sabem, não poderão cumprir suas promessas politicas, mas ainda assim o fazem.
    Eles já se acostumaram com a máxima de que o povo tem memória curta,e vao se aproveitando disso.
    O centro de S. Paulo é um caos, com moradores de rua, dormindo o tempo todo nas calçadas, onde urinam, e deixam o fedor do mundo ali, e nos dá nauseas andar pelo centro.
    Sem ontar que ali virou o ponto predileto para o consumo de drogas a qualquer hora do dia ou da noite.
    Por favor, devolvam São Paulo.
    Beijos querida.

    ResponderExcluir
  18. Con-cei-ção!!! p.s.: eu só falo seu nome cantando, tá?!

    Dever de casa para relaxar, filme:
    Um dia de Furia. Com Michael Douglas.
    Cena: hora do Rush

    Pronto, já fiz um bom comentário! E sou melhor do que o Tião Gavião Bueno!

    Bjs

    ResponderExcluir
  19. Querida Princesinha Conceição,
    Saudades...

    Agradeço sua doce visita e palavras no blog “CelyLuaSorriso”. Fiquei super feliz com sua presença e seu pensar...
    Visitar seu blog é sempre encanto aos olhos da minha mente.
    Tudo aqui é fantástico!!
    Suas postagens são repletas de excelentes informações, as quais muito enriquecem meu cotidiano.
    Parabéns!!!
    Sobre esta postagem “Um carro, o caos!”.
    Achei deslumbrante sua maneira de expor esta situação tão agravante no cotidiano de São Paulo.
    Ou seja, deslumbrante o seu pensar...
    Pois, na verdade, a situação é “Caótica!”.
    Certamente pra quem não enfrenta no cotidiano essa rotina, realmente, jamais poderá entender esta triste situação.
    Porém, para todos aqueles que sempre estão a enfrentar esta rotina do dia a dia, é um absurdo.
    Assim, como em outros lugares...
    Concordo com você, e acho que este “Assunto” deveria ser mais divulgado, ou seja, sabemos que se faz muitas reportagens sobre este assunto, mas divulgando mais e mais, acredito que será ótimo!
    Esperamos que assim, as autoridades reflitam, e enxerguem com os olhos da mente, o padecer de quem tem que encarar todos os dias esta situação.
    Parabéns e aplausos a sua grandiosa postagem.
    Deus te abençoe meu anjo.
    Beijos de paz e poesias.
    Com apreço e carinho,
    CelyLua, Amiga e fã do seu doce blog.

    Muito obrigada!

    ResponderExcluir
  20. Amiga, não sei se vc concorda comigo, mas me sinto totalmente órfã sem o Tertúria Virtual, que está acabando.
    Se sim, vamos criar o Movimento Volta Tertúria, o que acha?
    bjs

    ResponderExcluir
  21. Conceição
    Antes de mais muito obrigado pela visita.
    Agora o transiro... ui o transito.
    É um dos graves problemas das grandes Metrópoles e pelo que aqui leio São Paulo não foge à regra.
    Tem toda a razão quando diz que o METRO resolveria parte do problema, pelo menos cá em Portugal tem dado um jeitão!
    Beijinhos
    G.J.

    ResponderExcluir
  22. aqui no rio só ando de metrô e, nos finais de semana, de táxi. sai mais barato que carro, além de ser mais seguro.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Não aprovo comentário ANONIMO!

Postagens mais visitadas deste blog

Pílula Anticoncepcional - Assassina!

Estou indignada por ler matérias em jornais e revistas onde jornalistas e médicos escrevem a respeito da pílula anticoncepcional como sendo o meio mais seguro de se evitar filhos, porém...

Nos programas de rádio e TV, a mesma coisa acontece. O que eles não abordam jamais, é o perigo que a pílula anticoncepcional causa para a mulher. (E nem todos os médicos tem essa preocupação com sua paciente).

Ainda hoje, dia 8 de Setembro li no caderno Folhateen - da Folha de S. Paulo, matéria de Jairo Bouer em sua coluna - SEXO E SAÚDE, onde ele aconselha como forma segura para se evitar a gravidez indesejada, o uso da pílula, e ainda escreve que, - menos de 20% delas são adeptas a isto, pedindo que se repense no caso, induzindo a mulher a usar a pílula.

Muito bem. O que as pessoas não sabem e não interessa dizer, é que a pílula e a reposição hormonal podem causar na mulher graves problemas como a TROMBOSE.

A trombose pode se transformar em uma EMBOLIA pulmonar conhecida como TEP - e isto pode matar…

Cozinhando com a faca na mão

Que coisa mais linda ver as crianças participando da vida como se fossem fazer suas próprias coisas, como a sua comidinha, ou arrumar seus deveres e sua caminha e coisas do  dia a dia. 
Lamento o fato de não termos alguns costumes  como temos por exemplo no Japão. Ví dia desses um filme das sobrinhas de uma amiga que nasceram lá e desde muito cedo,  na escola, elas todas trabalham com facas e aprendem a cortar peixes e a fazerem seus pratos tradicionais, rebuscados ou não. Eles acreditam que é interessante saberem mexer com o perigo, como o instrumento faca,  ensinado-as como manipular.  


 Eles tem total razão

Entrevista com Sérgio Viotti

O Jornal Modus Vitae, em Maio de 2007, conversa com Sérgio Viotti, quando ele interpretou um personagem da peça “O dia em que raptaram o Papa”. Viotti foi “Alberto IV”, um papa que imaginou ser por algumas horas, um transeunte comum pelas ruas de Nova York, mas o taxista que o levaria para a aventura - anônimo, judeu, o reconheceu prontamente e o seqüestrou.

O desenrolar da peça teatral de grande sucesso, é uma comédia, e Sérgio Viotti é mais que um ator, ele é mesmo o Papa. Procuramos essa “santidade” do teatro nacional, próximo aos seus 80 anos, e descobrimos que o “Papa” é mesmo pop.

Foi mais ou menos assim que abro a entrevista com Viotti, no entanto, é preciso dizer aqui, que eu me emocionei demais com a peça. Na verdade, muita gente se emocionou. Há momentos de total silêncio do público, e respeito, tamanha figura que ele travestido de PAPA representou.

Assisti a peça, no dia da estréia, algumas pessoas foram entrevistadas na saída ainda tomadas pela emoção. A TV Gazeta vem em minh…