Pular para o conteúdo principal

Avó duas vezes


Todos os meus amigos sabem que sou avó!
Alguns pensam que sou avó uma vez só, mas na verdade tenho duas netas. Uma veio em seguida da outra. Foi rápida a coisa. Nem eu acredito. Para se ter uma noção, a minha ficha caiu só na segunda que é novinha de tudo. Quando me vejo correndo pra lá e pra cá, largando marido, minha casa e a mim mesma, e rindo sozinha me lembrando das artes que elas fazem, eu entendo perfeitamente que sou avó.

Sempre tive curiosidade em saber o que sentia exatamente uma avó.
Nem preciso dizer que o amor é imenso, que a vida da gente tem outro sentido - muito melhor.
Que o colorido das coisas fica mais vivo e que um dia sem estar com elas, parece que vamos perder um tanto importante do desenvolvimento daquelas coisinhas que passamos a amar como loucos.


Vivenciar tudo isso é ver de novo um filme que nós fomos protagonistas. Agora é mais confortável, pois quem cria essa gente, são nossos filhos e nós... nós só temos que ficar na retaguarda e ama-los demais!


Eu confesso que tenho dado muita risada com elas, com as caretas, com os olhares, as fraldas para trocar e as situações que só mesmo uma criança nos coloca diante da vida e graças a elas, nos tornamos pessoas melhores. Digo a minha filha com tranquilidade que um bebezinho é uma delícia de se ter em casa, no entanto,uma criança quando começa a andar e a falar coisinhas, pedir colo, fazer um carinho e demonstrar preferências, essa é a fase mais linda do ser humano. A cada dia uma novidade, uma descoberta, e rapidamente nos surpreendemos com eles montando frases e fazendo valer suas vontades. É muito bom ser avó. Quando encontro outra, trocamos figurinhas, mostramos fotos e percebo que todas são bobonas como eu. Pior, todas temos a preocupação de como os filhos vão criar essas coisinhas, e ficamos preocupadas com a saúde deles. Na verdade, não temos sossego.

Ser avó, é viver grandes emoções!!



Paramos tudo para ficar com elas. O Orlando? Se diverte!


Viva a máquina DIGITAL, graças a essa nova tecnologia, podemos fazer milhares de fotos dessa gente nova em nossa vida.







Comentários

  1. ser avo, é uma esplendida maravilhosa coisa
    naose podem explicar a senasaçao os sentimentos despertados dentro de nos olhando estes lindos seres...pena eles crescerem tao rapidamente...
    parabens, avozinha linda!

    ResponderExcluir
  2. QUE POSTAGEM MAIS RICA E LINDA!!!
    É muito bom ter criança em casa. Eu ainda não sou vovo. Embora tenho uma nora. Estão a 07 anos casados, mas estão estudando, construindo e nda por enquanto de bebe. Meu pai que muito um bisnet, está dificil. Parabéns a vc.

    Hoje é domingo e estou passando para deixar o meu abraço e a minha alegria a você.
    Que Deus te ilumine a semana que se aproxima.
    Nossa amizade é mais ou menos assim...

    Poema do amigo aprendiz
    Quero ser o teu amigo. Nem demais e nem de menos.
    Nem tão longe e nem tão perto.
    Na medida mais precisa que eu puder.
    Mas amar-te sem medida e ficar na tua vida,
    Da maneira mais discreta que eu souber.
    Sem tirar-te a liberdade, sem jamais te sufocar.
    Sem forçar tua vontade.
    Sem falar, quando for hora de calar.
    E sem calar, quando for hora de falar.
    Nem ausente, nem presente por demais.
    Simplesmente, calmamente, ser-te paz.
    É bonito ser amigo, mas confesso é tão difícil aprender!
    E por isso eu te suplico paciência.
    Vou encher este teu rosto de lembranças,
    Dá-me tempo, de acertar nossas distâncias...
    Pe. Zezinho SCJ.
    Com muito Carinho,
    Sandra

    ResponderExcluir
  3. Que lindo seu comentário. Obrigada, bj CON

    ResponderExcluir
  4. Eu já estou achando que ser avó faz bem! Voce está mais bonita.
    Falando em beleza, a netinha mais velha é a sua cara! Vc deve recordar de sua infancia olhando para o rostinho dela.

    Estou babando.

    Para ser avó, nossa... vai demorar muito mesmo. Dá para ser avó emprestada... eu me candidato!

    BEIJOS

    ResponderExcluir
  5. Estou felicissima, embora não more perto de voce, ja posso ser avó candidata e empossada! Viva!!!! Prometo me comportar sem fazer (muitas) travessuras! kkkkkkkk


    BEIJOS

    ResponderExcluir
  6. É muito bom ser avó, é saborear a vida com uma inocencia sábia e sincera.
    Nós tambem estamos curtindo muito já com a mais velha quase casando e o mais novo dos 5 , começando a falar.
    Tenham muitas alegrias e saúde para curtir as lindinhas.
    Beijoca Nilda
    http://meucantin5.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. lindas suas netas parabens querida.

    ResponderExcluir
  8. que delícia, deve ser uma experiência incrível. lindas as fotos. beijos, pedrita

    ResponderExcluir
  9. Quanta doçura neste tema, a deixar transparências nos registos fotográficos, do amor que acontece da construção. A tua experiência aguça-me a vontade de viver entre todos que amamos.
    Gostaria de estar mais tempo aqui, sabes que volto mesmo que seja por uns instantes.
    Recebe abraços para a família, beijo para ti.

    ResponderExcluir
  10. .


    Esta é a imagem mais linda
    que eu já vi.
    Também tenho rebentos e nin-
    guém amou como eu os amo.
    Eu os curti na tenra idade
    e hoje, homens, me dão as
    alegrias que eu não esperava,
    mas com eles eu tenho as
    mesmas preocupações e as
    noitem sem dormir, como
    quando eram meninos.

    Um beijo pra você, mamãe
    de uma criança ou de todas
    as esperanças.

    Palhaço Poeta






    .

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Não aprovo comentário ANONIMO!

Postagens mais visitadas deste blog

Pílula Anticoncepcional - Assassina!

Estou indignada por ler matérias em jornais e revistas onde jornalistas e médicos escrevem a respeito da pílula anticoncepcional como sendo o meio mais seguro de se evitar filhos, porém...

Nos programas de rádio e TV, a mesma coisa acontece. O que eles não abordam jamais, é o perigo que a pílula anticoncepcional causa para a mulher. (E nem todos os médicos tem essa preocupação com sua paciente).

Ainda hoje, dia 8 de Setembro li no caderno Folhateen - da Folha de S. Paulo, matéria de Jairo Bouer em sua coluna - SEXO E SAÚDE, onde ele aconselha como forma segura para se evitar a gravidez indesejada, o uso da pílula, e ainda escreve que, - menos de 20% delas são adeptas a isto, pedindo que se repense no caso, induzindo a mulher a usar a pílula.

Muito bem. O que as pessoas não sabem e não interessa dizer, é que a pílula e a reposição hormonal podem causar na mulher graves problemas como a TROMBOSE.

A trombose pode se transformar em uma EMBOLIA pulmonar conhecida como TEP - e isto pode matar…

Cozinhando com a faca na mão

Que coisa mais linda ver as crianças participando da vida como se fossem fazer suas próprias coisas, como a sua comidinha, ou arrumar seus deveres e sua caminha e coisas do  dia a dia. 
Lamento o fato de não termos alguns costumes  como temos por exemplo no Japão. Ví dia desses um filme das sobrinhas de uma amiga que nasceram lá e desde muito cedo,  na escola, elas todas trabalham com facas e aprendem a cortar peixes e a fazerem seus pratos tradicionais, rebuscados ou não. Eles acreditam que é interessante saberem mexer com o perigo, como o instrumento faca,  ensinado-as como manipular.  


 Eles tem total razão

Entrevista com Sérgio Viotti

O Jornal Modus Vitae, em Maio de 2007, conversa com Sérgio Viotti, quando ele interpretou um personagem da peça “O dia em que raptaram o Papa”. Viotti foi “Alberto IV”, um papa que imaginou ser por algumas horas, um transeunte comum pelas ruas de Nova York, mas o taxista que o levaria para a aventura - anônimo, judeu, o reconheceu prontamente e o seqüestrou.

O desenrolar da peça teatral de grande sucesso, é uma comédia, e Sérgio Viotti é mais que um ator, ele é mesmo o Papa. Procuramos essa “santidade” do teatro nacional, próximo aos seus 80 anos, e descobrimos que o “Papa” é mesmo pop.

Foi mais ou menos assim que abro a entrevista com Viotti, no entanto, é preciso dizer aqui, que eu me emocionei demais com a peça. Na verdade, muita gente se emocionou. Há momentos de total silêncio do público, e respeito, tamanha figura que ele travestido de PAPA representou.

Assisti a peça, no dia da estréia, algumas pessoas foram entrevistadas na saída ainda tomadas pela emoção. A TV Gazeta vem em minh…