Pular para o conteúdo principal

Eleições - Campanha

Tenho amado estar raramente perto de figuras conhecidas no cenário político como Alkimin, Quércia, Aloysio, Afif Domingues, Serra e o meu Deputado Federal pelo PPS - 2323 Roberto Freire. Na verdade o mais divertido e parazeroso é estar junto das pessoas. Pessoas como eu, que a vida toda foram eleitoras. Algumas delas, são maravilhosas; outras, desconfiadas e armadas contra o "político". Outras ainda, olham para eles como se fossem artistas, alguns tem palavras agressivas, outras carinhosas e muitos da população são corruptos, tanto quanto dizem a respeito dos políticos. Essa é a cabeça de quem está na rua. Impressionante isso.

Nem tudo pode ser belo. Nem tampouco feio. No mínimo é uma ótima experiência.
Uma história que aconteceu comigo nessa semana, quando eu andava pelas ruas do meu Bairro. Um sujeito recebeu das minhas mãos um "santinho" veio logo com os pés no meu peito e disse: "Anota aí o número da minha conta corrente pra você depositar uma grana pra mim". Respondi a ele um pouco assustada, o seguinte: Meu senhor! Se alguém do TRE estivesse perto de nós, o senhor poderia ser multado, sabia? A troco de que, eu depositaria um dinheiro na sua conta? E me disse ele: "Ora! Não ta pedindo voto?". Não! Respondi firmemente. Apenas pedi licença, entreguei meu santinho ao senhor e disse que era para me conhecer melhor que sou candidata! "Sim! Disse ele, quero um presente! Grana, cesta básica, camiseta, alguma coisa." Nada disso, pode ser feito, porque eu estaria comprando seu voto. Mas sabe de uma coisa, meu senhor, acredito que o senhor deva procurar para votar, um candidato igualzinho ao senhor! Certamente encontrará. E assim, sua cidade, seu mundinho e seu país continuarão bem, como o senhor merece e gosta.







Claro que há também aquela gente linda, que sempre acredita no melhor, na mudança, e que tem o conhecimento, a história a vivência daquilo que foi feito pelos políticos que estão aí há muito tempo trabalhando para um bem maior. Isso é gratificante e compensa qualquer palavra agressiva que encontramos no meio do caminho. Confesso que a maioria do povo que cruzamos são receptivos e esperam, como característica do brasileiro, com positivismo e alegria que haja algumas mudanças para uma vida mais digna e melhor.

As fotos são no mercado da Lapa em São Paulo, e em Campinas na inauguração do Comitê de apoio aos candidatos do Serra.

Eles acreditam, eu acredito, é preciso acreditarmos.



Comentários

  1. Campanha é isso aí! Vamos que vamos!

    ResponderExcluir
  2. Conceição;
    Sempre torcendo por sua vitória e mesmo não tendo direito a voto, pode contar com os votos da minha amizade.
    E aqui estarei para abrir o champagne quando souber da sua eleição porque acredito em si...
    bjs, Conceição.
    Osvaldo

    ResponderExcluir
  3. O povo gosta de anonimato...Força D. Con Duarte!!!!
    Depois tomaremos nosso vinho para festejar a sua eleição.

    ResponderExcluir


  4. EU NÃO ACREDITO!

    Ah! ah! ah! ah!

    "Lá adiante teremos a prova".

    Abraços ao SER.

    :)

    ResponderExcluir
  5. Pode contar com meu voto.
    Boa sorte.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Sinto não poder votar em ti, Con, mas vou ficar na torcida e depois venho comemorar contigo.
    Bjim.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Não aprovo comentário ANONIMO!

Postagens mais visitadas deste blog

Um dia você aprende

https://youtu.be/f6Hnwx44AnU




Um dia a gente aprende que...

Depois de algum tempo você aprende a diferença, a sutil diferença, entre dar a mão e acorrentar uma alma.

E você aprende que amar não significa apoiar-se, que companhia nem sempre significa segurança, e começa a aprender que beijos não são contratos, e que presentes não são promessas.

Começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e olhos adiante, com a graça de um adulto e não com a tristeza de uma criança; aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanhã é incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao vão.

Depois de um tempo você aprende que o sol queima se ficar exposto por muito tempo, e aprende que não importa o quanto você se importe, algumas pessoas simplesmente não se importam... aceita que não importa quão boa seja uma pessoa, ela vai ferí-lo de vez em quando e você precisa perdoá-la por isso.

Aprende que falar pode aliviar dores emocionais, e descobre que se l…

Pílula Anticoncepcional - Assassina!

Estou indignada por ler matérias em jornais e revistas onde jornalistas e médicos escrevem a respeito da pílula anticoncepcional como sendo o meio mais seguro de se evitar filhos, porém...

Nos programas de rádio e TV, a mesma coisa acontece. O que eles não abordam jamais, é o perigo que a pílula anticoncepcional causa para a mulher. (E nem todos os médicos tem essa preocupação com sua paciente).

Ainda hoje, dia 8 de Setembro li no caderno Folhateen - da Folha de S. Paulo, matéria de Jairo Bouer em sua coluna - SEXO E SAÚDE, onde ele aconselha como forma segura para se evitar a gravidez indesejada, o uso da pílula, e ainda escreve que, - menos de 20% delas são adeptas a isto, pedindo que se repense no caso, induzindo a mulher a usar a pílula.

Muito bem. O que as pessoas não sabem e não interessa dizer, é que a pílula e a reposição hormonal podem causar na mulher graves problemas como a TROMBOSE.

A trombose pode se transformar em uma EMBOLIA pulmonar conhecida como TEP - e isto pode matar…

Cozinhando com a faca na mão

Que coisa mais linda ver as crianças participando da vida como se fossem fazer suas próprias coisas, como a sua comidinha, ou arrumar seus deveres e sua caminha e coisas do  dia a dia. 
Lamento o fato de não termos alguns costumes  como temos por exemplo no Japão. Ví dia desses um filme das sobrinhas de uma amiga que nasceram lá e desde muito cedo,  na escola, elas todas trabalham com facas e aprendem a cortar peixes e a fazerem seus pratos tradicionais, rebuscados ou não. Eles acreditam que é interessante saberem mexer com o perigo, como o instrumento faca,  ensinado-as como manipular.  


 Eles tem total razão