Psoríase - "A Pele Emocional"


Dr. Cid Yazigi Sabbag é médico dermatologista
Diretor do Centro Brasileiro de Psoríase, membro Profissional desde 2001 da National Psoriasis Foundation, EUA e muito muito mais. É um ser humano dedicado a ciência que estuda o homem no seu todo, não somente à flor da pele. Ele vai muito mais fundo do que se pode imaginar. Pergunto a quem me lê, se alguma vez na vida, um dermatologista que você tenha consultado, pediu um exame de sangue para saber como vai o seu fígado, ou sua paratireóide, seu coração? Estou quase apostando que não. Tenho meus 56 anos. Tive a sorte de ter grandes médicos, mas tive a falta de sorte de encontrar no caminho alguns deles, que não valeram o aperto de mão. Nesse caso tive sorte e divido com vocês o meu grande prêmio.

O seu médico deve ir muito além de uma simples consulta. Ele precisa te tratar pelo nome, saber quem você é e sentir, ouvir o que você precisa dizer. Enquanto isso acontece, ele te observa, te analisa, te conhece. E assim, depois do exame prático e técnico, começa uma relação de verdade entre vocês dois.

Há que se ter simpatia e boa vontade das duas partes quando se está dentro de uma sala para consulta com um médico. Há que se entregar um para o outro sem mentir, sem enganar um ao outro, caso contrário, essa relação não passará de uma consulta medíocre que provavelmente não levará você à cura de nada.

Dr. Cid, é diferente. Extremamente competente e dedicado, se preocupa com a saúde pública, seus gastos e a falta de preparo que temos no Brasil, para acolher nossos pacientes.

Certamente um de vocês conhece alguém que teve ou tem PSORÍASE. E como estão hoje? Adianto aqui, que quando eu era jovem, meu pai teve nos pés.

Em um de seus livros, ("A Pele Emocional - Controlando a Psoríase") conta o médico Dr. Cid, que ouviu relatos sofridos de pacientes que viveram "dolorosas situações constrangedoras, em que feridas não contagiosas têm aspecto repulsivo para os outros", sem lembrar, tudo o mais que essa doença provoca. De tanto encontrar esses casos à sua frente, ele se aprofundou nos estudos e se tornou um grande especialista na matéria. Lá se vão 20 anos de dedicação.

O que incomoda o cientista ainda hoje em dia, é a falta de conhecimento dos brasileiros a respeito da PSORÍASE. Esclarece ele logo na introdução de sua obra, que essa doença não é contagiosa, mas é de patologia genética, crônica e de difícil controle. Acomete a pele e raramente as articulações. Ela vem com escamações esbranquiçadas, sob placas avermelhadas de variados tamanhos e formas. Provoca coceira e irritação. Pode atingir várias partes do corpo e também na sua totalidade. "As vezes é desfigurante e consequentemente, estigmatizante". Raramente alguém com PSORÍASE comenta sobre sua doença e comumente essa pessoa se frustra e se fecha, usando roupas que escondem sua pele, não frequentam a praia ou piscina e a sexualidade muitas vezes é comprometida, fracassada. Os portadores se tornam silenciosos.

A doença atinge 2% da população mundial. Os pacientes abandonam o tratamento, se automedicam e não fazem idéia dos efeitos colaterais. Imaginam ser uma doença emocional apenas e muitas vezes correm para os curandeiros. A PSORÍASE muitas vezes faz um estrago na sua pele, (mas pode ser controlada), no entanto, ela faz maior estrago com a sua auto-estima.

Muitos estudos e mais de 30 novas drogas estão prontas para combater a PSORÍASE.

É importante que se procure o médico certo para ajudar você a entender o que acontece com seu corpo, com sua pele. Tudo é possível desde que exista no paciente a vontade em perceber tudo o que se passa com ele. Jamais deixe de procurar ajuda. Não desista de descobrir o que seu corpo diz. Lute para que os hospitais tenham atendimento para as suas necessidades. Não se acomode. Se informe. Se trate.

(vez por outra, vou trazer aqui, este assunto que é importante, necessário e vital para a saúde de todos os brasileiros. Divulgue o evento, e fale com seus pares a respeito da PSORÍASE. Desta maneira, todos nós, podemos juntos, fazer aos que precisam hoje - e amanhã, encontrar o tratamento certo e assim atingir a qualidade de vida maior e melhor em benefício próprio).


Comentários

  1. Existem algumas doenças assim, já conheci algumas pessoas e de fato a aparência é feia. O tratamento exige paciência e competência. Gostei da dica.
    beijos

    ResponderExcluir
  2. Nossa, estive vendo algumas fotos no Google e é uma doença de aspecto muito repugnante e como você disse, remete a baixa-estima com certeza.

    Legal a sua matéria, com ela eu pude saber do drama destas pessoas e saber que tal doença não é contagiosa e com certeza este conhecimento será levado a diante.

    Direto do Rio.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Como deve calcular não vou poder ir nmas fico torcendo e curioso de ler. Um beijo grande.

    ResponderExcluir
  4. Muito importante as informações a respeito desta doença.

    ResponderExcluir
  5. tenho psoriase a 30 anos,a mais de 20 anos deixei os tratamentos,porque doi muito,não se ver melhoras,não ter cura tudo bem ,mas as feridas que ficam todo o tempo,doi na alma,perdi minha vida ,não vou a praia,e nada derivados,uso apenas calça a vida toda,me casei mas ja separei,ele deu graças a Deus.ele tá certo e hoje morro de medo que meus filhos tambem tenham e vegetem como eu . Idalina

    ResponderExcluir
  6. Idalina, obrigada por me escrever, não tenho como te responder por e-mail, mas veja aqui o endereço e telefone do Dr. Cid, ela não tem cura, mas pode por meio de luz, ser tratada e controlada muito bem. Não desanime, se cuida, obrigada, um grande beijo, CON

    ResponderExcluir
  7. HOJE PASSEI EM CONSULTA COM O ALUNO DO DR. CID SABBAG, DR. LUIZ ANTONIO, É COMO VOCE DISSE NO SEU RELATO, É MUITO BOM ENCONTRAR UM MÉDICO QUE TE DÊ A ATENÇÃO QUE VOCE NECESSITA, ESTOU COM ESPERANÇA. JÁ COMEÇOU ME DANDO UMA BATERIA DE EZAMES SANGUE E RECOMENDANDO O LIVRO DO DR. CID, DISSE-ME QUE, SE QUERO CONTROLAR ESSA DOENÇA, PRECISO SABER TUDO SOBRE ELA, PARA TROCAR "FIGURINHAS" COM ELE.
    QUE DEUS NOS ABENÇÕE!
    BJS, ELIANE SP

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Passei com o Dr Cid em 2010 tive muitas melhoras. Porem, não tinha achado a causa do problema.. como o DR cid sempre explica a enfermidade não é na pele é auto imune alguma coisa faz isto vir a tona, eu tive uma inflamação de garganta mal curada, e depois disto que meus sintomas começaram porem só demorei uns 10 anos para ligar os pontos...Antes procurei resolver problemas de ordem emocional, psicológica, na pele e sem sucesso.. agora parece que estou começando a achar o caminho .. se avalie e tente entender você mesma o que de você biologicamente falando está errado .. não desanime pois as vezes vc precisará a achar outras expecialidades "não dermatológica" te ajudarão a resolver o problema..

      Excluir
  8. Aos 29 anos descobri a doença que aos poucos foi aumentando,o que me deixava com vergonha,embora minhas lesões fossem pequenas.Aos 36 anos,depois de muitos exames e muitas dores nas articulações, descobri que tinha artrite psoriasica,Mas graças a DEUS,que colocou uma excelente médica no meu caminho,hoje vivo normalmente e quem olha pra mim nem diz que eu tenho(ou tive?)psoriase.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Não aprovo comentário ANONIMO!

Postagens mais visitadas deste blog

Pílula Anticoncepcional - Assassina!

Entrevista com Sérgio Viotti

Saturno, também na malha de Gianlucavacchi!