Pular para o conteúdo principal

Anticoncepcional, o tempo e avó

Pois é, avisei que havia voltado, mas ainda não consegui estar por aqui pelo tempo que eu gostaria.
Nem consigo responder a quem me escreveu, as avós que tem suas netas desfilando em seus blogs, aos que me cumprimentam por viver a emoção e a expectativa de logo mais me tornar uma delas e às mulheres fortes e lutadoras que tomam pílula e que tiveram problemas de saúde relacionados a trombose, como teve minha filha.

Impressionante que esse texto a que me refiro e que está em "saúde" dentro deste blog, que volta e meia, alguém passa por ele, e se identifica, muitas vezes pedindo socorro, ou ainda em tratamento com o mesmo médico de minha filha, Dr. Élbio Damico, ou concordando que esse assunto pílula anticoncepcional não é bem esclarecido para quem faz uso dela. Este assunto é mesmo muito importante, tanto quanto foi e é para mim até hoje. Jamais deixei de falar sobre ele todas as vezes que tenho oportunidade.

Agora com a gravidez de minha filha, Dr. Élbio orienta que ela tome a injeção de Clexane uma vez por dia. O gincologista Dr. Luis Aguiar, também concorda com Dr. Élbio e ainda sabemos que depois de 40 dias do parto, ela continuará o tratamento. Nesse momento, o útero a cada mamada contraíra para voltar ao tamanho normal. Dar o peito para os filhos, é importante também para a o físico da mulher.

Quando trouxe esse assunto para cá, o fiz por querer colaborar de alguma forma com quem vive aquilo que vivemos, porém, não deixo e não deixei de ressaltar que todas as mulheres procurem os médicos específicos para os seus casos. Eu não sou médica e desejo que todas as mulheres façam os exames em seus filhos ainda pequenos, para saberem se eles tem tendência a ter trombose. Os exames são de sangue, é simples - e sendo assim, essa pessoa, caso seja tendente a trombosar, não poderá jamais tomar pílula anticoncepcional e nem tampouco fazer a reposição hormonal na fase da menopausa. É importante que se lembre que os homens não precisam do anticoncepcional, mas eles também podem ter trombose. E para eles as recomendações também existem. Cuidado!

Que todos tenham muita saúde, e prevenção é o nome do jogo.

Comentários

  1. VIVA, CON !

    Vou recomendar a leitura a várias pessoas.

    Um beijo grande.

    ResponderExcluir
  2. belíssimo post... informação é tudo !

    sorte e muita saúde !

    beijo carinhoso

    ResponderExcluir
  3. Que tudo dê certo pra vocês! Boa sorte...
    Abraços

    ResponderExcluir
  4. Desejo que esteja a correr tudo pelo melhor.As maiores felecidades para o bebé ,mãe e vovó babada.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  5. É impressionante como coisas assim, tão importantessão omitidas,não é? Fazes muito bem em falar!beijos, bom retorno aos poucos,chica

    ResponderExcluir
  6. Que ela seja uma mamãe cheia de saúde. Obedecer o médico é importante. Belo serrviço de utilidade pública você faz. Beijo

    ResponderExcluir
  7. Oi Con,
    Saudades de vc!!!
    Sabe? Não posso tomar pilula anticonscepcional!
    Eu tenho problema de circulação...
    E estou tentando engravidar tb!!!
    Mas ainda não consegui! Tenho um filho de 17 anos e quero mais um para fechar a fábrica.
    Espero q sua filha esteja bem!

    bjo

    ResponderExcluir
  8. Tem coisas que se banalizam e ninguém da muita atenção, esse exame deveria ser pre-requisito para se tomar a pilula. Bom que você traga esse assunto aqui.
    beijos e boa sorte para sua filha.

    ResponderExcluir
  9. De fato. Muitas mulheres tomam a pílula e não sabem os seus efeitos depois de longo tempo usando.

    Já ouví dizer que quem toma pílula, tem problemas sérios para engravidar depois, como a famosa endometriose.

    Bom. Acho que o recado foi bem dado moça.

    Direto do Rio.
    Beijão.

    ResponderExcluir
  10. Gostei da postagem abaixo. Quem é vivo sempre aparece. Então vim...E te esperarei por lá.
    Carinhosamente,
    sandra

    SAUDADES!!!!!!!
    CADE VC....QUE NUNCA MAIS APARECEU POR LÁ...Sei que também estou muito ocupada, e não pude mais vim...
    Mas vou te esperar.
    Um grande abraço, amada.
    Até mais....

    ResponderExcluir
  11. Parabens pelo alerta,CON. E pelo blog que acabei de conhecer tbem,rss

    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. sim, é preciso avisar!!!
    quanto tempo sem nos visitar!!!!
    tive minha filha aqui comigo, e alem do mais com este clima aqui nao me sinto là muito bem, mas estou centente de ver tudo que esta escrevndo1 tudo é muito interessante para mim!
    coisas que sei e outras que nao sei!
    um grande beijo e abraço!

    ResponderExcluir
  13. Con querida, há quanto tempo não venho aqui!
    Não sabia tudo o que tinhas passado com a tua filha e espero, de coração, que dê tudo certo.
    Teu post abriu os olhos de muita gente, inclusive os meus. Vou ligar pra minha filha, que toma anticoncepcionais há tempos, para que faça o exame, pois meu pai e minha irmã tiveram trombose.

    Agora está tudo bem comigo, estou caminhando bem (de tênis) e voltei a dirigir.

    Bjim, cosquirídia, saudade de ti.

    ResponderExcluir
  14. Tive trombose(TVP), há 12 anos atrás,e foi um transtorno na minha vida.Na época fiquei internada durante 14 dias tomando heparina em grandes doses e anticoagulante, e meu tratamento foi contínuo por 1 ano consecutivo.Pois bem, quando achava que estava curada,já que eu fazia anualmente ecodopler, fui surprendida em abril/2010 com uma re-trombose. De novo, o sofrimento, clexane e marevan diariamente. Fui recomendada para procurar o Dr.Élbio Damico, em SPaulo. Moro no Estado do RJ, e vou marcar uma consulta com ele.Que bom que vc , aqui, deu boas referências sobre o Dr.Élbio. Espero que eu também tenha sucesso no meu tratamento, assim como sua filha teve. Um abraço, Luciana Mutasfá

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Não aprovo comentário ANONIMO!

Postagens mais visitadas deste blog

Um dia você aprende

https://youtu.be/f6Hnwx44AnU




Um dia a gente aprende que...

Depois de algum tempo você aprende a diferença, a sutil diferença, entre dar a mão e acorrentar uma alma.

E você aprende que amar não significa apoiar-se, que companhia nem sempre significa segurança, e começa a aprender que beijos não são contratos, e que presentes não são promessas.

Começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e olhos adiante, com a graça de um adulto e não com a tristeza de uma criança; aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanhã é incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao vão.

Depois de um tempo você aprende que o sol queima se ficar exposto por muito tempo, e aprende que não importa o quanto você se importe, algumas pessoas simplesmente não se importam... aceita que não importa quão boa seja uma pessoa, ela vai ferí-lo de vez em quando e você precisa perdoá-la por isso.

Aprende que falar pode aliviar dores emocionais, e descobre que se l…

Pílula Anticoncepcional - Assassina!

Estou indignada por ler matérias em jornais e revistas onde jornalistas e médicos escrevem a respeito da pílula anticoncepcional como sendo o meio mais seguro de se evitar filhos, porém...

Nos programas de rádio e TV, a mesma coisa acontece. O que eles não abordam jamais, é o perigo que a pílula anticoncepcional causa para a mulher. (E nem todos os médicos tem essa preocupação com sua paciente).

Ainda hoje, dia 8 de Setembro li no caderno Folhateen - da Folha de S. Paulo, matéria de Jairo Bouer em sua coluna - SEXO E SAÚDE, onde ele aconselha como forma segura para se evitar a gravidez indesejada, o uso da pílula, e ainda escreve que, - menos de 20% delas são adeptas a isto, pedindo que se repense no caso, induzindo a mulher a usar a pílula.

Muito bem. O que as pessoas não sabem e não interessa dizer, é que a pílula e a reposição hormonal podem causar na mulher graves problemas como a TROMBOSE.

A trombose pode se transformar em uma EMBOLIA pulmonar conhecida como TEP - e isto pode matar…

Cozinhando com a faca na mão

Que coisa mais linda ver as crianças participando da vida como se fossem fazer suas próprias coisas, como a sua comidinha, ou arrumar seus deveres e sua caminha e coisas do  dia a dia. 
Lamento o fato de não termos alguns costumes  como temos por exemplo no Japão. Ví dia desses um filme das sobrinhas de uma amiga que nasceram lá e desde muito cedo,  na escola, elas todas trabalham com facas e aprendem a cortar peixes e a fazerem seus pratos tradicionais, rebuscados ou não. Eles acreditam que é interessante saberem mexer com o perigo, como o instrumento faca,  ensinado-as como manipular.  


 Eles tem total razão