Não acredito.

Apaixonados

Quando se pensa que o amor não vai mais nos atormentar, ele chega de mansinho e toma conta de todo o nosso corpo. O danado ocupa a nossa mente e alma e tem a fantástica capacidade de alegrar o nosso coração.  Um belo dia, começamos a sentir coisas que não sentíamos a muito e muito tempo e nos damos conta que estamos ligeiramente doentes de amor. 
São as batidas mais incríveis que um coração pode sentir, a do amor.

Nos tornamos um pouco mais jovens, 
mais inconsequentes, alegrinhos, irresponsáveis...

Passamos a ver a vida mais colorida. 
Mais leve.  
Temos a sensação de as vezes estar voando, voando!
Rimos de tudo.
Difícil acreditar que é possível amar de novo. 

É fácil estar no trânsito, no trabalho, na madrugada mal dormida com você  na minha cabeça.

Você pensa em mim, tenho certeza disso. Eu penso em você.
Nossos pés estão no chão, nossas mentes brigam entre um sentimento e outro, mas tá difícil segurar essa atração. Coração e mente… 

Basta que seus olhos encontrem os meus para que nossa alma nos diga que algo acontece e que ainda não consiguimos administrar. Flutuamos por uma fração de segundo nesse instante. Desviamos o pensamento, disfarçamos nossa vontade, nosso desejo, nosso amor e deixamos mais um dia passar.

As vezes controlo minha mão que vai de encontro a sua.
As vezes me seguro para não te dar um beijo na boca e te encher de carinho.
As vezes você parece tão meu e eu tão sua.
Não acredito que estou vivendo tudo isso.

A vantagem é que agora esse sentimento é calmo. 
Controlável, gostoso de segurar  e de sentir, mas quando por algum motivo  seu rosto encosta no meu, ou que meu corpo se envolve em seu abraço, ainda que timidamente, eu  me sinto tão bem. 

Gosto do teu cheiro e do teu toque e se eu pudesse eu diria: "Ah! Me abraça forte! Encosta todo seu corpo no meu e deixa o mundo ficar em silêncio um pouquinho só pra eu te sentir de verdade, só pra eu te sentir pela primeira e última vez, - só pra gente poder viver de verdade esse desejo surpreendente que me tira do chão e só isso bastava. Você me é tão próximo e ao mesmo tempo tão distante, tão estranho…"

Não sei o que é isso exatamente.
Não sei se te quero totalmente.
Não sei se daria certo.
Não sei se você sente a mesma coisa.
Não sei direito quem você é.
Só sei que eu te quero toda noite e quando acordo, me distancio.

Nos encontramos…   nos sentimos e tudo acontece.
Você vai embora e eu também.
Depois sinto algo como se fosse saudade.
É ruim ficar sem você.
É estranho ficar com você…
Mas eu te quero.
Mas eu te quero!

Não acredito que isso esteja acontecendo comigo.








Comentários

  1. Como é bom ver que senhora continua, como sempre, produzindo e dando a sua contribuição neste mundo de indiferenças... Grande abraço. Leno

    ResponderExcluir
  2. Hi, i think that i saw you visited my website thus i came to “return the favor”.I am trying to find things to improve my website!I suppose its
    ok to use some of your ideas!!

    ResponderExcluir
  3. Oi querida amiga Conceição. Por bom tempo estive afastado dos blogues, coisas que a vida guarda para nós. Mas, de repente, encontro-me aqui, lendo algo que parece ter sido escrito para confirmar o meu momento. Quase não acreditava que estava novamente apaixonado, só depois de ler teu texto pela terceira vez acreditei enfim que isso está acontecendo comigo. Obrigado por me ajudar a ver a verdade. Bjs.

    ResponderExcluir
  4. Quando estamos assim, ficamos mais jovens. Mantém-te assim todos os dias.
    Bj

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Não aprovo comentário ANONIMO!

Postagens mais visitadas deste blog

Pílula Anticoncepcional - Assassina!

Entrevista com Sérgio Viotti

Dr. Luis Fernando Aguiar - Ginecologista diz....